Cobrança da China por retratação do Brasil vem do mais alto escalão

Embaixada chinesa trabalhou até a madrugada de hoje para emitir uma resposta ao governo brasileiro após polêmica levantada pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. Posicionamento veio da própria chancelaria, com anuência de Xi Jinping
-Publicidade-
O presidente da República Popular da China, Xi Jinping. Foto: DIVULGAÇÃO/PIXABAY
O presidente da República Popular da China, Xi Jinping. Foto: DIVULGAÇÃO/PIXABAY
O presidente da República Popular da China, Xi Jinping. Foto: DIVULGAÇÃO/PIXABAY

O presidente da China, Xi Jinping, quer uma retratação do próprio presidente Jair Bolsonaro (sem partido) depois da polêmica levantada pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. Ao dizer que o “lado chinês” aguarda “uma declaração oficial” do “lado brasileiro”, o embaixador da China, Yang Wanming, avisa nas entrelinhas que a mensagem vem do mais alto escalão do governo chinês.

-Publicidade-

A embaixada chinesa varou a noite e permaneceu em atividade até às 1h desta segunda-feira, 6, articulando a resposta ao governo brasileiro. A decisão, contudo, veio de Pequim. A carta divulgada nas redes sociais veio direto da chancelaria chinesa, com consequente anuência do presidente chinês, Xi Jinping, dizem interlocutores a Oeste.

Pelo Twitter, Wanming deixa claro que espera uma declaração oficial do “lado brasileiro”. Ao dizer isso, o recado é claro. Integrantes da embaixada dizem que não esperam uma retratação formal apenas de Weintraub, que, no fim de semana, pelo Twitter, apontou a China como um país que poderá sair fortalecido dessa crise mundial.

Racismo

O comentário de Weintraub foi deletado e trocava as letras “R” pelo “L”. O ministro fez alusão ao personagem Cebolinha, da Turma da Mônica, mas os chineses e muitos nas redes sociais interpretaram como um racismo velado.

É a segunda vez em menos de um mês que a própria chancelaria chinesa atua. Em 19 de março, também veio de Pequim a resposta dada ao deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), após ele ter apontado o governo chinês como o país responsável pela propagação do coronavírus.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

24 comentários

      1. Penso que a retratação deveria partir da China para todos os países que estão sofrendo as consequências do coronavírus.

      1. Boicote total às carruagens da china, apelidadas de automóveis.

      2. Também acho que devemos boicotar às porcarias fabricadas no país que se vale de mão de obra escrava.

      3. Nao foi a dilma que depois de expulsa da presidência que foi na China falar direto com governo chinês sera que de la para ca a China td q acontece quer explicação?

    1. Com toda a certeza. Ao ler a matéria imaginei toda a cúpula esquerda vomitando no ouvido chinês que o nosso presidente se humilhe através dessa retratação. Se conheço o Jair Bolsonaro, a reposta tem que ser dada com a sutileza de uma pata de elefante. Esses chineses pelo visto acham que o Brasil é o quintal de Pequim. Estão querendo mandar na gente, não deixa não !!! Já fizeram acordo com a Band e a Globo, agora estão se achando.

      1. Concordo com voce.
        O brasileiro precisa ser mais patriota. A China se doi por qualquer fala que possa denegrir a imagem deles, enquanto aqui o próprio povo que denegrir o Presidente.

  1. Quando os E.U.A e outros retirarem de lá suas empresas e pararem de comprar os produtos lá fabricados, os chineses voltarão para as plantações de arroz. Oremos.

  2. A mais pura e simples manifestação que deve ser feita pela população em geral é não comprar mais produtos chineses. Porém… Tudo o que temos de mais barato, em qq loja de esquina, vem de lá. E daí? Como vocês acham que algo vai mudar? Não vai, claro! Agora… Que está na hora desse Weintraub parar de dar pitaco onde não tem nada a ver com ele… Isso está! Não faz sentido um representante do governo brasileiro, Min. EDUCAÇÃO, fazer um papel desses. Não tem necessidade. Por mais liberdade de expressão que se tenha.

  3. O chanceler Chinês precisa entender que no Brasil existe uma Democracia, não existe censura, e o cidadão tem direito de escrever o que quiser, mas responde por isto.
    Por outro lado, a conta do Abraham é pessoal e não de governo.

  4. Entendo a indignação dos Brasileiros. Entretanto, devemos considerar que o Brasil é uma republiqueta, um anão político e comercial, e depende da China. ????????

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site