-Publicidade-

Com maioria ‘madurista’, novo Parlamento da Venezuela toma posse

Assembleia composta majoritariamente por aliados de Maduro prenuncia época de autoritarismo político no país
Nicolás Maduro tem razões para comemorar: o novo parlamento venezuelano é povoado por aliados políticos dele
Nicolás Maduro tem razões para comemorar: o novo parlamento venezuelano é povoado por aliados políticos dele | Foto: Reprodução/Flickr

A nova Assembleia Nacional da Venezuela foi instalada nesta terça-feira, 5, sendo constituída por 256 aliados de Nicolás Maduro, em um total de 277 deputados. A chegada dos novos parlamentares solidifica ainda mais o poder do atual mandatário e marca uma época de provável autoritarismo político no país.

Enquanto a nova Assembleia Nacional era oficializada, parte da oposição, liderada por Juan Guaidó, que desde 2019 era presidente do Parlamento na legislatura anterior — eleito em 2015 e cujo mandato acabou ontem — promoveu uma sessão paralela, com o objetivo de iniciar um inédito sexto ano de mandato da Assembleia Nacional antiga.

Os deputados aliados de Maduro foram escolhidos em 6 de dezembro em eleições legislativas contestadas pela oposição e classificadas como ilegítimas pela maioria dos países ocidentais. Os principais partidos opositores não concorreram, por entenderem não haver condições limpas de disputa. A participação foi de 31%, a menor nos últimos 15 anos.

Leia também: “Venezuela: Oposição conclui consulta popular, que rejeita Maduro”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês