Com restrições, Festival de Cannes volta a ser presencial

Vinte e quatro obras disputam a Palma de Ouro da 74ª edição
-Publicidade-
Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

Está assegurada a volta presencial do Festival de Cannes, na França, a ser realizado na terça-feira 6. O evento do mercado cinematográfico, porém, terá algumas restrições. Abraços e beijos estarão proibidos em razão da pandemia de coronavírus e, a cada 48 horas, os participantes serão submetidos a testes de covid-19.

Na 74ª edição, o espetáculo central será o musical Annette. O Brasil será representado pelo cearense Karim Aïnouz, diretor do documentário O marinheiro das montanhas. Cerca de 50 longas e 30 curtas são exibidos em cada edição do evento. As obras são divididas principalmente em três mostras: 1) Competitiva; 2) Um Certo Olhar; 3) Cinéfondation.

Vinte e quatro obras disputam a Palma de Ouro desta edição.

-Publicidade-

Leia também: “A guerra do establishment contra a condição da mulher”, artigo publicado na Edição 67 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site