Congresso de El Salvador destitui membros do Supremo Tribunal de Justiça e procurador-geral

Magistrados são acusados de proferir sentenças consideradas arbitrárias
-Publicidade-
Nayib Bukele comemorou a destituição dos integrantes do Supremo de El Salvador
Nayib Bukele comemorou a destituição dos integrantes do Supremo de El Salvador | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

A nova Assembleia de El Salvador, controlada pelo jovem presidente Nayib Bukele, decidiu ontem, 1º de maio, destituir dos seus cargos os integrantes da Câmara Constitucional do Supremo Tribunal de Justiça e o procurador-geral do país. “Com 64 votos a favor, 19 contra e um ausente, é aprovado o decreto que destitui os magistrados”, declarou o presidente do Congresso, Ernesto Castro.

De acordo com os parlamentares, os membros da Câmara Constitucional e seus suplentes foram destituídos sob acusação de proferir sentenças consideradas arbitrárias. Os substitutos foram imediatamente nomeados e, escoltados pela polícia, chegaram ao Palácio de Justiça para assumir os cargos. “E o povo salvadorenho, por meio de seus representantes, disse: ‘destituídos!’”, afirmou o presidente Bukele, após a aprovação da medida.

Leia também: “Este homem é presidente da República”, reportagem da Dagomir Marquezi publicada na Edição 52 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.