CoronaVac: prefeituras relatam frascos com quantidades menores de doses no Paraná

Embalagens para 10 dez doses teriam rendido apenas 9 aplicações
-Publicidade-
Butantan nega que defeito tenha ocorrido por falha em seu próprio processo
Butantan nega que defeito tenha ocorrido por falha em seu próprio processo | Foto: Camila Lima/Futura Press/Estadão Conteúdo

No Paraná, pelo menos sete municípios relataram ter recebido frascos da vacina CoronaVac com quantidades menores do líquido que as descritas nas embalagens. Os rótulos garantiam a existência de volume para dez aplicações por unidade, entretanto a quantia teria rendido apenas nove injeções do imunizante.

Curitiba foi uma das cidades afetadas. De acordo com a prefeitura, a falha fez com que parte do estoque destinado a segunda aplicação fosse remanejado para suprir a primeira dosagem da vacinação. Em razão do defeito no lote recebido pela capital paranaense na quinta-feira 8, estima-se que 4.790 moradores locais tiveram sua vacinação atrasada.

-Publicidade-

No território paraenses, embalagens com rendimento menor foram também relatadas em Cascavel, Cianorte, Foz do Iguaçu, Londrina, Ponta Grossa e Umuarama.

De acordo com o G1, o Instituto Butantan, responsável pelo envase do produto no Brasil, afirmou que a diferença não foi causada por falha nos “processos de produção ou liberação dos lotes” da entidade.

“Todas as notificações recebidas pelo instituto até o momento relatando suposto rendimento menor das ampolas foram devidamente investigadas, e identificou-se, em todos os casos, prática incorreta na extração das doses nos serviços de vacinação”, garante a nota emitida pela instituição ligada ao governo paulista.

Leia também: “Cidade do interior paulista conclui vacinação em massa com a CoronaVac neste domingo”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 comentários

  1. Até o Butantã ?????? A culpa é sempre do outro????? Quer dizer então que. EM VÁRIAS CIDADES, os manipuladores das doses não souberam extrair o líquido necessário para as aplicações ???????? D

  2. Não é verdade que no município de Serrana/SP o Instituto Butantã fez uma vacinação em massa para avaliar a eficácia da Coronavac?
    Onde estão os resultados desse estudo?
    É verdade que a própria China agora admite a baixa eficácia da vacina? Que talvez seja necessária uma terceira dose?
    Se verdade, essa baixa eficácia não foi detectada nessa vacinação em massa? Que ciência é essa?

  3. A culpa não é do Butantã, mas sim dos vários postos de vacinação, dos profissionais de vários municípios? Essa “ciência” está cada vez mais desmoralizada.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site