CoronaVac produz dez vezes menos anticorpos do que vacina da Pfizer, diz estudo

Pesquisa envolveu profissionais da saúde de Hong Kong e foi publicada na revista científica The Lancet
-Publicidade-
Vacina chinesa produzida pela Sinovac ofereceu proteção dez vezes menor por anticorpos do que a da Pfizer
Vacina chinesa produzida pela Sinovac ofereceu proteção dez vezes menor por anticorpos do que a da Pfizer | Foto: Reprodução/Flickr

Um estudo realizado em Hong Kong e publicado na revista científica The Lancet indica que a vacina chinesa CoronaVac — produzida pelo laboratório Sinovac e envasada e distribuída no Brasil pelo Instituto Butantan — produz dez vezes menos anticorpos contra a covid-19 do que o imunizante desenvolvido pela farmacêutica norte-americana Pfizer. A informação foi repercutida por publicações internacionais como o jornal francês Le Monde e a Bloomberg.

A pesquisa apontou que os níveis de anticorpos entre profissionais de saúde de Hong Kong totalmente vacinados com o imunizante da Pfizer/BioNTech eram cerca de dez vezes superiores aos observados em quem havia tomado duas doses da CoronaVac.

Leia mais: “Antes de confirmar reinfecção pelo coronavírus, Doria disse que estava ‘resfriado’”

-Publicidade-

Segundo os cientistas, apesar de o nível de anticorpos não ser o único aspecto relevante para se medir a capacidade de proteção contra o coronavírus, “a diferença nas concentrações de anticorpos neutralizantes identificados no estudo pode-se traduzir em diferenças substanciais na eficácia da vacina”.

Leia também: “Para aumentar eficácia, pesquisadores do Chile recomendam 3ª dose da CoronaVac”

A conclusão do estudo em Hong Kong corrobora a tese de que as vacinas de RNA mensageiro — como a da Pfizer e da Moderna — ofereceriam maior proteção contra o coronavírus e suas variantes em comparação com imunizantes desenvolvidos por métodos mais tradicionais, como o vírus inativado (é o caso da CoronaVac).

Leia também: “Precisamos falar sobre a CoronaVac”, reportagem de Paula Leal publicada na Edição 67 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site