Brasileiro infectado pelo coronavírus foi curado, garante o infectologista David Uip

A notícia deve ser comemorada, em face das projeções negativas para os próximos 4 meses
-Publicidade-
Seis Estados brasileiros tiveram retração da pandemia pela primeira vez | Foto: Divulgação
Seis Estados brasileiros tiveram retração da pandemia pela primeira vez | Foto: Divulgação | retração da pandemia, taxa de transmissão, coronavírus, covid-19

“A cura do primeiro brasileiro internado com coronavírus ocorreu no hospital Albert Einstein”, resumiu numa entrevista coletiva nesta sexta-feira, 13, o infectologista e coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus no Estado de São Paulo, David Uip.

“Nós estamos aqui com a presença do superintendente do Hospital Albert Einstein, ele me autorizou a divulgar a cura do primeiro brasileiro internado com coronavírus”, afirmou Uip, ao mencionar que o Estado de São Paulo já apresenta a chamada transmissão comunitária da doença, que, segundo o Centro de Contingência do Coronavírus, é o terceiro estágio epidemiológico.

Oficialmente, o Estado totaliza 56 casos de coronavírus confirmados até esta sexta-feira, 13, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde. A notícia deve ser comemorada, em face das projeções negativas para os próximos quatro meses. Como informou Oeste ontem, o diretor do Instituto do Coração Fabio Jatene afirmou num áudio que circula em grupos de WhatsApp que a covid-19 deve atingir cerca de 45 mil pessoas na Grande São Paulo.

-Publicidade-

A projeção, segundo ele, é do próprio David Uip. “Davi disse que nos próximos quatro meses, na Grande São Paulo, devem ser 45 mil casos. Vão precisar de UTI (unidade de terapia intensiva) de 10 mil a 11 mil leitos disponíveis, e não tem isso aqui”, afirmou Jatene ao descrever no áudio a reunião que manteve com Uip e outros especialistas da área, como o neurocirurgião Esper Cavalheiro e Marcelo Amato, supervisor da UTI do Hospital das Clínicas.

Segundo Fabio, o número alarmante se justifica por causa da chamada transmissão comunitária que se instalou no Brasil, ou seja, situação em que uma pessoa contrai a infecção sem ter necessariamente tido contato com alguém que viajou para as áreas inicialmente afetadas pela epidemia, a exemplo da China e da Itália.

Entenda a diferença entre a transmissão local e a comunitária

A transmissão local se dá quando uma pessoa contrai a covid-19 sem ter viajado para os países com registro da doença. Contudo, ela manteve contato com outro paciente infectado, que trouxe o vírus de fora do país. Há casos assim no Brasil.

Enquanto isso, na comunitária a propagação do vírus ocorre entre a população – um paciente infectado que não esteve nos países com registro da doença transmite a doença a outra pessoa que também não viajou.

Pandemia

Na quarta-feira 11, a Organização Mundial da Saúde classificou o surto de pandemia global por causa da rápida expansão da covid-19 no mundo.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.