-Publicidade-

Casos globais de covid-19 diminuíram pela 3ª semana seguida, informa OMS

Os dados foram divulgados pelo diretor-geral da organização, Tedros Adhanom
O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, tem razões para comemorar
O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, tem razões para comemorar | Foto: Reprodução/Twitter

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, disse que o número global de casos de covid-19 teve redução pela terceira semana seguida. De acordo com ele, é possível que o novo coronavírus “seja contido”, mesmo com o surgimento de novas cepas do Sars-Cov-2. Tedros ainda reiterou a importância de que as medidas de segurança relacionadas à pandemia continuem a ser seguidas conforme vacinas forem lançadas à população.

Covax

Perguntadas sobre o anúncio do Ministério da Saúde de que o Brasil receberá 14 milhões de doses de vacina da OMS pela iniciativa Covax, as autoridades da entidade disseram não ter os números exatos de quanto será distribuído a cada país e ressaltaram que, além da quantidade projetada em acordos com os países, há outras variantes a considerar, como a capacidade de produção de instituições e empresas e as aprovações necessárias de reguladores internos para liberar o uso emergencial dos imunizantes.

Segundo a diretora-geral adjunta da OMS, Mariângela Simão, o órgão multilateral ainda espera pela projeção das fabricantes de vacinas para a covid-19 sobre quantas doses estarão disponíveis para a Covax neste mês e no próximo. O objetivo da agência de saúde é começar a distribuição de vacinas por meio da iniciativa já em fevereiro. O diretor-executivo da OMS, Mike Ryan, afirmou que a produção de imunizantes não deve ser o único foco dos países, e investimentos que garantam uma rápida distribuição das doses também são necessários.

Leia também: “Sem Trump no comando, EUA voltam à OMS e ao Acordo de Paris”

Com informações do Estadão Conteúdo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês