-Publicidade-

Coronavírus circulou pela China dois meses antes do que se imaginava, informa OMS

A descoberta pode significar que o surto em Wuhan começou em outubro de 2019, um mês antes da divulgação dos casos
Fachada do Instituto de Virologia de Wuhan
Fachada do Instituto de Virologia de Wuhan | Foto: Divulgação/Instituto de Virologia de Wuhan

A Organização Mundial de Saúde (OMS) enviou uma equipe à cidade de Wuhan, na China, para investigar as origens do coronavírus. O grupo, composto por especialistas de todo o mundo, começou a fazer as pesquisas no final de janeiro, visitando hospitais e mercados abertos. Agora, os cientistas acabam de revelar uma descoberta importante: cerca de 90 pessoas na China foram hospitalizadas com sintomas da covid-19 meses antes do surto inicial da doença, que começou em um mercado de frutos do mar da cidade. Com a descoberta, que ainda passará por revisão, aumenta a possibilidade de que o SARS-CoV-2 estivesse circulando no país antes de o mundo saber de sua existência. A China rebateu a informação e contou aos pesquisadores da OMS que eles testaram 60 destes 90 pacientes e não encontraram sinais de infecção pela covid-19. No entanto, como já faz mais de um ano desde a primeira contaminação conhecida, a imunidade natural contra o coronavírus pode já ter desaparecido. Os investigadores pediram às autoridades que façam os testes novamente, mas usando as amostras sanguíneas coletadas ainda em 2019, que estão preservadas em um banco de sangue. A descoberta, se confirmada, pode significar que o surto em Wuhan começou em outubro de 2019, um mês antes de os casos serem divulgados e dois meses antes de as autoridades de Pequim reconhecerem a existência da epidemia.

Leia também: “Sem Trump no comando, EUA voltam à OMS e ao Acordo de Paris”

Com informações do CanalTech

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês