Covid-19: Alemanha registra novo recorde de contaminações em 24h

O país tem três vezes mais pacientes em tratamento que o Brasil
-Publicidade-
561 mil alemães seguem em tratamento contra a doença
561 mil alemães seguem em tratamento contra a doença | Foto: Reprodução/Canva

A Alemanha registrou mais um recorde de contaminações por covid-19. Foram contabilizados 65 mil novos casos em 24 horas no país, de acordo com o boletim publicado na quinta-feira 18 pelo Instituto Robert Koch (IRK) — órgão público que monitora a pandemia no território alemão.

Segundo os dados do IRK, quase 68% da população local completou o primeiro ciclo vacinal para conter a doença. Ontem, o comitê consultivo de vacinas da Alemanha recomendou a aplicação da terceira dose de imunizante contra a covid-19 em maiores de 18 anos. A medida foi adotada um dia depois que a premiê alemã, Agela Merkel, classificou a situação da pandemia do país como “dramática” e “assustadora”, com recordes seguidos de casos e crescimento nas mortes.

No boletim do IRK desta sexta-feira, 19, o número de contaminações registradas nas últimas 24 horas ficou em 53 mil. Desde o começo da pandemia, 5,2 milhões de alemães contraíram o novo coronavírus. Deles, 4,6 milhões se curaram, 98 mil morreram e 561 mil continuam em tratamento — o número de pacientes que continuam doentes na Alemanha é três vezes maior que o brasileiro (170 mil).

-Publicidade-
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.