Covid-19: CEO da Pfizer afirma que medicamento da empresa não substitui vacina

Hoje a empresa anunciou que o medicamento tem eficácia de quase 90%
-Publicidade-
O medicamento da Pfizer se chama Paxlovid
O medicamento da Pfizer se chama Paxlovid | Foto: Niyi Fote/Estadão Conteúdo

O CEO da Pfizer, Albert Bourla, disse que o medicamento desenvolvido pela farmacêutica para combater a covid-19 não substitui o uso da vacina desenvolvida pela empresa para preveni-la.

A fala de Bourla ocorreu nesta terça-feira,14, em uma entrevista à CNN. Na mesma data, a Pfizer anunciou que a medicação reduz em 89% o risco de hospitalização ou morte, caso utilizada por adultos com perfil de alto risco dias depois dos primeiros sintomas.

Apesar de considerar o índice um divisor de águas, ele falou que os imunizantes “são necessários”. “A vacina é a principal fronteira que você deve usar para deter a doença”, argumentou.

-Publicidade-

Produção de pílulas da Pfizer

Bourla disse ainda que a empresa está preparada para fornecer “dezenas de milhares” de pílulas do medicamento imediatamente. A medicação já tem nome: Paxlovid. A empresa, agora, aguarda a autorização das autoridades para iniciar a produção.

“Em janeiro, [a produção] vai para centenas de milhares”, garantiu. “E então fevereiro, março, vamos para milhões”. Entretanto, ainda não há um prazo para que as autoridades públicas respondam ao pedido de autorização para uso emergencial do fármaco.

No mês passado, a empresa fez um acordo com a Medicines Patent Pool, organização de saúde pública apoiada pelas Nações Unidas, liberando a produção de um remédio no tratamento da covid-19 por fabricantes de medicamentos genéricos. O documento permite o acesso ao fármaco em países de baixa e média renda por meio da renúncia aos royalties da farmacêutica durante a pandemia.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Vejam só a malandragem desses vigaristas. Agora querem empurrar os dois produtos para tratamento dessa mesma virose mas que um, não substitui e nem dispensa o outro!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.