-Publicidade-

Covid-19: governo de Osaka cancela passagem da tocha olímpica pela cidade

Temor em relação a aglomerações motivou a decisão do governador Hirofumi Yoshimura; autoridades estudam realizar evento em parque fechado ao público
Olimpíada de Tóquio será realizada entre os dias 23 de julho e 8 de agosto
Olimpíada de Tóquio será realizada entre os dias 23 de julho e 8 de agosto | Foto: Divulgação/Flickr

Para evitar aglomerações em meio à pandemia de covid-19, o governo da Província de Osaka, no Japão, anunciou nesta quarta-feira, 7, que proibiu a passagem da tocha olímpica pela cidade. O evento estava programado para os dias 13 e 14 de abril.

Leia mais: “Público estrangeiro é vetado nos Jogos Olímpicos de Tóquio”

“Pedimos a todos os habitantes da região administrativa de Osaka que evitem qualquer saída que não seja essencial e urgente. Por isso, vamos cancelar o revezamento da tocha olímpica nas vias públicas”, afirmou o governador Hirofumi Yoshimura. Por outro lado, ele deixou em aberto a possibilidade de que a passagem da tocha aconteça em um parque fechado ao público.

Leia também: “Após barrar público, Japão também proíbe voluntários estrangeiros na Olimpíada”

O tradicional revezamento da tocha olímpica é um dos mais aguardados eventos preparatórios dos Jogos Olímpicos. Programada inicialmente para o ano passado, a Olimpíada de Tóquio foi adiada para 2021 por causa da pandemia. Os Jogos serão disputados entre 23 de julho e 8 de agosto. A Paralimpíada acontece de 24 de agosto a 5 de setembro. A corrida de revezamento da tocha teve início em 25 de março, em Fukushima.

A prefeitura de Osaka informou que a cidade bateu um novo recorde de casos diários de covid-19 nas últimas 24 horas (878). Com isso, o município superou os números de Tóquio (555) no mesmo período.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.