Covid-19: Pfizer anuncia que remédio reduziu em 89% risco de hospitalizações e mortes

Empresa vai enviar os dados à 'Anvisa' norte-americana
-Publicidade-
Trata-se de um antiviral que bloqueia uma enzima que o coronavírus precisa para se replicar
Trata-se de um antiviral que bloqueia uma enzima que o coronavírus precisa para se replicar | Foto: Divulgação/Pfizer

A Pfizer informou nesta sexta-feira, 5, que um de seus remédios experimentais diminuiu o risco de hospitalização ou morte por covid-19 em 89%. Em um estudo com 1.219 pacientes com maior risco de desenvolver sintomas graves pela covid, as pessoas que tomaram os comprimidos da farmacêutica mostraram menos probabilidade de acabar no hospital, em comparação àquelas que tomaram as pílulas de placebo.

Do total de voluntários, só 0,8% que começou o tratamento três dias depois de adoecer foi hospitalizado, e nenhum morreu, enquanto 7% dos indivíduos que receberam placebo nesse período foram hospitalizados ou morreram posteriormente. Identificaram-se resultados semelhantes quando o medicamento foi administrado dentro de cinco dias do início dos sintomas. A Pfizer anunciou que enviará os dados à “Anvisa” dos EUA.

Paxlovid

-Publicidade-

Trata-se de um antiviral que bloqueia uma enzima que o coronavírus precisa para se replicar. O remédio faz parte de uma classe de medicamentos chamada de inibidores de protease, que revolucionaram o tratamento do HIV e da hepatite C. O tratamento consiste em tomar três comprimidos, administrados duas vezes ao dia, por três dias.

Leia também: “A solução que venceu a ideologia”, reportagem publicada na Edição 3 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.