Revista Oeste - Eleições 2022

Criadora de Friends se ajoelha para a patrulha do cancelamento

Martha Kauffman disse que sentia "vergonha" de seu "racismo sistêmico" ao escalar um elenco só de brancos para a série
-Publicidade-
Foto: divulgação
Foto: divulgação

Martha Kauffman, uma das criadoras da série Friends, anunciou que vai doar US$ 4 milhões para “estudos africanos e afro-norte-americanos” para a faculdade onde se formou, a Brandeis University. O motivo para a doação é que ela se sente “tão envergonhada” e “culpada” por ter escalado um elenco todo de brancos para a série.

Friends passou a ser criticada na onda da morte de George Floyd, em 2020. “Foi depois do que aconteceu com George Floyd”, declarou Martha Kauffman, “que comecei a lutar com o fato de ter comprado o racismo sistêmico de maneiras que nunca soube”. Ela disse também que tem vergonha de se olhar no espelho. Como sempre acontece nesses casos, a vergonha se resolveu com muito dinheiro.

Assine a Oeste

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

20 comentários Ver comentários

  1. Simples resolver isso: façam um remake de Friends colocando a diversidade étnica dos EUA no elenco, é mais produtivo do que lamentar o passado que passou.

  2. Estamos involuindo, sem dúvida, pois Galileu também fez isso. A inquisição caiu no pelo dele e ele negou tudo, mentindo, pra se livrar. Quantos anos depois?

  3. Racismo se combate no interior das pessoas, com respeito com qualquer ser do planeta porque devemos incluir todos seres vivos. Mas, o dinheiro para estas pessoas tranquiliza qualquer consciência, e se expõe para aumentar mais seu dinheiro. Muita hipocrisia!

  4. Simples, faz uma nova série só com n3gr0s, e aí se chamarem de racismo reverso porque estará escolhendo pela cor da pele (fundamento mesmo que é usado para acusar a princípio), chama essas pessoas de negacionistas e todos os Istas que imaginar e cancela, assassina reputações, como sempre. Nunca foi por busca de respeito, respeito é a última coisa que essa militância consegue agindo dessa forma, só conseguem mais revolta, isso sim, infelizmente.

  5. Misericórdia… . A que ponto chega a loucura pela ideologia – encher de grana ongs minadas d radicais que trabalham pela destruição do próprio país! Enquanto isso, organizações humanitárias no continente africano suplicando por doações para adquirir remédios, infraestrutura de oficinas de aprendizagem, implementos agrícolas etc., e a indiferença dessa gente ensandecida. Só os asteróides/meteoros em casa pra resolver esse infeliz planeta.

  6. MI MI MI
    Estupidez Pura
    Ela tinha intenções racistas quando escalou o elenco??
    Não.
    A série é antiga
    Os EEUU estão se afogando no politicamente chato
    Em vez de chorar…… por quê com 4 milhões não escreve uma série nova e inclui todas as classes étnicas dos EEUU??!! Seria mais pró ativo para a sociedade e grupos e uma página nova sem ódios ou rancores do passado .O passado serve para nos ensinar e não atormentar quando não tivemos intenções escusas em nossas escolhas.

  7. Grande coisa. Vamos ter que voltar no tempo e refazer toda a história. Que hipocrisia besta. Aliás, por que nao extinguimos os brancos, heterossexuais, cristãos, carnívoros, etc.? Que povo hipócrita!!

  8. Aí se chama “pobreza de espirito”, na época era isso mesmo….pode consertar fazendo novas séries com negros, uai. Vergonha se fosse um fracasso, não foi….já passou. Então algo melhor, pega todo dinheiro que ganhou com a série e doa pras causas. O pior é que a humanidade tá tão maluca, que ninguém mais sabe se verdadeiro ou hipocrisia.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.