Criticado, Obama promete fazer festa ‘íntima’ para celebrar 60 anos

Ex-presidente dos EUA pretendia reunir 'centenas de pessoas' em sua propriedade na ilha exclusiva de Martha's Vineyard
-Publicidade-
Barack Obama, ao lado de Joe Biden: ex-presidente desistiu de 'festa de arromba' para celebrar os 60 anos
Barack Obama, ao lado de Joe Biden: ex-presidente desistiu de 'festa de arromba' para celebrar os 60 anos | Foto: Pete Sousa / Wikimedia Commons

Muito criticado depois de veículos da imprensa norte-americana terem revelado seus planos para reunir “centenas de pessoas” na comemoração de seu aniversário de 60 anos, o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama divulgou um comunicado nesta quarta-feira, 4, informando que apenas familiares e amigos mais próximos participarão da festa.

A ideia é celebrar a data na propriedade da família Obama na ilha exclusiva de Martha’s Vineyard, em Massachusetts. O aniversário do ex-presidente é hoje, mas a festa deve ocorrer no fim de semana.

Leia mais: “Suprema Corte dos EUA rejeita pedidos de anulação do Obamacare”

-Publicidade-

A porta-voz de Obama, Hannah Hankins, reconheceu que o plano inicial era convidar um número maior de pessoas, mas o aumento das infecções pelo novo coronavírus no país foi determinante para que o ex-presidente mudasse de ideia.

Leia também: “Barack Obama compara Lula a chefão do crime”

“Este evento ao ar livre foi planejado meses atrás de acordo com todas as diretrizes de saúde pública e cuidados com a covid-19 que estavam em vigor. Devido à nova disseminação da variante Delta na semana passada, o presidente e a sra. Obama decidiram reduzir significativamente o evento para incluir apenas familiares e amigos próximos”, diz a nota. “O presidente Obama agradece aos outros convidados que estão enviando mensagens de aniversário de longe e espera que possa vê-los em breve.”

Na terça-feira 3, a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, informou que o presidente Joe Biden não participará da comemoração de Obama, de quem foi vice durante os oito anos em que o democrata governou o país. “O ex-presidente apoia a vacinação e certamente respeita os conselhos dos especialistas em saúde pública e os aplica”, disse Psaki.

Leia também: “Nova York exigirá comprovante de vacinação em ambientes fechados”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro