De esquerda, presidente do México anuncia que vai soltar milhares de presos

Medida será concretizada via decreto
-Publicidade-
O presidente do México,  Andrés Manuel Lopez Obrador, durante evento na ONU, em março de 2021 | Foto: Paola Garcia/UN Women
O presidente do México, Andrés Manuel Lopez Obrador, durante evento na ONU, em março de 2021 | Foto: Paola Garcia/UN Women

O presidente do México, Andrés Manuel Lopez Obrador (AMLO), afirmou que vai libertar milhares de prisioneiros federais detidos em circunstâncias especiais como, por exemplo, os que foram torturados. “É importante levar em conta que há muitos detentos que não têm sentenças, e não só na jurisdição federal, mas também na jurisdição comum”, declarou AMLO, na quinta-feira 29, em entrevista coletiva.

O decreto de AMLO prevê a liberdade nas seguintes condições: 1) detentos “vítimas de tortura”; 2) pessoas com mais de 75 anos que não cometeram crimes graves; 3) presos com mais de 65 anos com doenças crônicas e que não cometeram crimes graves; 4) detentos que estão presos há mais de 10 anos sem sentença e que não são acusados de crimes graves. A medida será assinada pelo chefe do Executivo na semana que vem.

-Publicidade-

A ministra do Interior, Olga Sanchez Cordero, informou que o México tem 94,5 mil presos sem sentença. Do total, 12,3 mil estão em prisões federais.

Leia também: “Manifestante em Hong Kong pode ser condenado à prisão perpétua”

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro