Departamento do Tesouro dos EUA detalha plano de Biden para conseguir US$ 2 trilhões

Valor seria utilizado para financiar seu plano de infraestrutura e emprego
-Publicidade-
Biden: aumento de impostos para as empresas
Biden: aumento de impostos para as empresas | Foto: Adam Schultz/Casa Branca

O Departamento do Tesouro norte-americano divulgou, na quarta-feira 7, detalhes do plano do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para conseguir, em quinze anos, os US$ 2 trilhões necessários para financiar sua proposta de infraestrutura e emprego.

Dentre as medidas, estão: aumentar da alíquota de imposto das empresas de 21% para 28%; impor um imposto mínimo de 15% para grandes companhias que reportem lucros altos, mas pouca renda tributável; substituir subsídios de combustíveis fósseis por incentivos à produção de energia limpa; e endurecer a legislação para evitar a sonegação fiscal das corporações. Com isso, o governo americano espera levantar por volta de US$ 2 trilhões nos próximos quinze anos, segundo informações do portal Axios.

-Publicidade-

Na coletiva de imprensa, a secretária do Tesouro, Janet Yellen, afirmou que: “Nossa arrecadação tributária já está em seu nível mais baixo em gerações. Se continuar a cair, teremos menos dinheiro para investir em estradas, pontes, banda larga e pesquisa e desenvolvimento”.

As medidas enfrentarão resistência no Congresso Nacional. Parlamentares do Partido Republicano se opõem às despesas — integrantes da sigla sustentam que os aumentos prejudicarão a retomada da economia.

Leia mais: “Biden prepara lei que aumenta impostos sobre ricos e empresas”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.