Depois da Evergrande, construtora chinesa corre o risco de dar calote em investidores

Sinic Holdings Group tem de honrar US$ 250 milhões
-Publicidade-
Os problemas da Sinic são outro sinal dos riscos no mercado de dívida imobiliária da China
Os problemas da Sinic são outro sinal dos riscos no mercado de dívida imobiliária da China | Foto: Divulgação/Sinic Holdings Group

O Sinic Holdings Group se tornou a mais recente empresa imobiliária chinesa a advertir para um calote iminente. Listada na Bolsa de Xangai, a construtora informou que não deve conseguir honrar o pagamento de um título de US$ 250 milhões. A dívida vence em 18 de outubro, podendo gerar inadimplência. A companhia tem US$ 694 milhões em títulos em circulação, de acordo com a agência de notícias Bloomberg. A Sinic deixou de cumprir seus compromissos domésticos em setembro, provocando queda de 87% nas ações.

Os problemas da Sinic são outro sinal dos riscos no mercado de dívida imobiliária da China, visto que a incerteza sobre o futuro do gigante imobiliário Evergrande Group pesa sobre o setor. À beira da falência, a Evergrande tem uma dívida acumulada de mais de US$ 300 bilhões. A empresa fez um pequeno acordo com um credor local para evitar o calote dos juros. Atualmente, a China vem perdendo fôlego no ritmo de crescimento econômico e decidiu tomar medidas para evitar maior endividamento das empresas locais.

-Publicidade-

Leia também: “A crise da Evergrande e o socialismo de mercado fake”, artigo de Ubiratan Jorge Iorio publicado na Edição 80 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. A China está tentando de outra maneira destruir a economia global. Tentaram com o vírus, não deu certo, agora tentam de outra maneira, até eles conseguirem. Aguardem que essa guerra só começou.

  2. Não é apenas a Evergrand e a Sinic, há também a Fantasia, Country Garden (a maior incorporadora chinesa) e Modern Land (por que será que toda grande companhia chinesa tem o nome em inglês?). O mercado virá abaixo logo, logo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.