Depois de 20 anos, novas vítimas do 11 de setembro são identificadas

Ataque terrorista matou 2.753 pessoas
-Publicidade-
Em 2001, terroristas atacaram os EUA
Em 2001, terroristas atacaram os EUA | Foto: Liam Enea/Flickr

O gabinete de medicina forense da cidade de Nova Iorque informou que duas novas vítimas do 11 de setembro de 2001 foram identificadas, elevando o número de pessoas reconhecidas para 1.647. É o que informou o gabinete de medicina forense da cidade de Nova Iorque, na terça-feira 7, que vem utilizando técnicas de DNA para realizar a perícia desde a tragédia, há quase 20 anos.

As vítimas são Dorothy Morgan e um homem cuja identidade está sendo mantida anônima por desejo da família. “Há 20 anos, prometemos às famílias das vítimas do World Trade Center que faríamos todo o possível para identificar seus entes queridos”, declarou Bárbara Sampson, líder dos trabalhos, em entrevista coletiva. “Continuamos cumprindo o sagrado compromisso.”

Até o momento, 1.106 pessoas, 40% dos mortos no 11 de setembro, permanecem não identificadas.

-Publicidade-

Leia também: “Biden e Xi discutem importância de ‘manter a paz e a estabilidade’ entre EUA e China”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro