Descobridor do HIV afirma que covid-19 foi fabricada em laboratório chinês

Segundo o cientista francês Luc Montagnier, diferentemente do que divulgaram as autoridades, o novo coronavírus foi fabricado artificialmente em um laboratório chinês, provavelmente no segundo semestre de 2019.
-Publicidade-

De acordo com o cientista francês, “a história de que o vírus veio de um mercado de peixes é lenda”

Foto: PxHere
-Publicidade-

O cientista francês Luc Montagnier, ganhador do Prêmio Nobel de Medicina de 2008, afirmou que, ao contrário do que divulgaram as autoridades, o novo coronavírus foi fabricado de modo acidental em um laboratório chinês, possivelmente no segundo semestre de 2019.

De acordo com Montagnier, o laboratório de alta segurança da cidade de Wuhan é especializado nessa família de vírus, o coronavírus, desde o começo dos anos 2000. Eles têm expertise nisso. Isso me fez olhar de perto a sequência de RNA do vírus. Fiz essa análise, assim como o matemático Jean-Claude Perez, especialista em biomatemática.

Ao analisar os detalhes da sequência, um grupo de pesquisadores indianos publicou um trabalho com o genoma completo desse novo coronavírus que demonstrava que ele incluía sequências de outro vírus.

“Isso foi uma surpresa para mim, pois era exatamente o HIV”, disse o cientista. Ele nega que possa ser uma mutação em algum paciente com aids. O cientista afirma que necessariamente foi fabricado em laboratório a partir de outro vírus.

“A história que veio de um mercado de peixes é lenda”, acrescentou. Segundo Montagnier, os chineses possivelmente estavam desenvolvendo uma vacina contra a aids e usaram um coronavírus para isso.

O coronavírus causador da covid-19 teria então sido desenvolvido por “acidente” e se espalhado. O cientista fez as declaração à Rádio Fréquence Médicale, de acordo com a revista Exame.

Autoridades norte-americanas também estão cada vez mais desconfiadas de que o surto do coronavírus tenha se originado em um laboratório da cidade de Wuhan. Elas não acreditam que o vírus tenha surgido como arma biológica, mas sim como tentativa da China de demonstrar uma capacidade de identificar e combater o vírus maior que a dos Estados Unidos.

Organização Mundial da Saúde e o governo chinês

O governo chinês chegou a rebater as suspeitas de que o vírus teria escapado de um laboratório, afirmando que a Organização Mundial da Saúde (OMS) não encontrou nenhuma evidência de que o coronavírus foi fabricado. 

A China suprime dados “100%” e muda datas, disse uma fonte ao canal de notícias Fox News. Ela também afirmou que se destruíram amostras, áreas contaminadas foram lavadas e reportagens apagadas e artigos acadêmicos simplesmente desapareceram. Para essa fonte, a OMS foi cúmplice e ajudou a China a disfarçar as evidências da origem da pandemia do coronavírus.

Confira o artigo de Alexandre Borges sobre a OMS

O assunto ganha mais gravidade porque as autoridades chinesas têm impedido a divulgação de pesquisas sobre a origem do vírus, o que despertou dúvidas entre diversos cientistas.

Sob essa nova política, todos os trabalhos acadêmicos sobre a covid-19 estarão sujeitos a verificação antes de ser permitida a publicação. Estudos sobre a origem do vírus vão receber uma atenção extra e deverão ser aprovados diretamente pelo governo central chinês, como informou Oeste.

Donald Trump e a OMS

Na última terça-feira, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que mantém sua decisão de cortar temporariamente o financiamento para a Organização Mundial da Saúde. De acordo com o chefe de Estado, a organização não fez um bom trabalho para impedir a pandemia.

O presidente também afirmou que, ainda em dezembro de 2019, havia “informações críveis” de que o vírus seria transmissível de uma pessoa para outra, mas a OMS desprezou a gravidade da ameaça e não respondeu de maneira apropriada.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site