Dupla é presa por falsificar passaporte da vacina na Alemanha

A polícia encontrou mais de € 100 mil em dinheiro impresso e criptomoedas com os criminosos
-Publicidade-
As farmácias da Alemanha podem emitir o certificado de vacinação
As farmácias da Alemanha podem emitir o certificado de vacinação | Foto: Karlheinz Pape/Pixabay

Em Munique, Alemanha, duas pessoas foram presas no sábado 23 por fraudarem os QR Codes para passaportes digitais de vacinação contra a covid-19. Eles vendiam as falsificações pela internet. Junto com a dupla, a polícia encontrou mais de € 100 mil em dinheiro impresso e criptomoedas.

Entre os detidos, o funcionário de uma farmácia na Baviera. Ele usava a própria estrutura do estabelecimento para gerar o comprovante da imunização para pessoas que nunca receberam o imunizante. No país, esses estabelecimentos podem emitir o documento que atesta a aplicação.

Por determinação das autoridades alemãs, apenas vacinados, pessoas que se recuperaram da doença ou com testes que comprovem a ausência dela podem entrar e frequentar restaurantes e salas de eventos e apresentações esportivas.

-Publicidade-

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Não disseram de quem se tratava, disseram apenas que era um funcionário de uma farmácia. No mínimo devem ser imigrantes brasileiros e não vou dizer de que estado são, pois tudo, nesse quesito, é a mesma coisa. Podem ser até alemães mas que passaram por aqui em um curso de mestrado/doutorado.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.