“Eles não podem cancelar a primavera”, diz o artista britânico David Hockney

O artista compartilhou nove imagens recentes inspiradas no despertar da primavera, para que "todos possamos desfrutar neste momento difícil", afirmou Hockney.
-Publicidade-

David Hockney, 83 anos, é pintor, desenhista, gravador, fotógrafo, um dos líderes do movimento pop art dos anos 1960, e está entre os artistas britânicos mais influentes do século 20

Em meio à dor pelas perdas de vidas humanas em todo mundo causada pela pandemia do coronavírus, a arte nos brinda com a beleza e nos faz lembrar que “não há mal que nunca acabe”.

-Publicidade-

Hockney, em entrevista ao portal da BBC News, disse: “Perdemos o contato com a natureza de maneira tola, porque fazemos parte dela, não fora dela. Isso acabará com o tempo e depois o que? O que aprendemos? Tenho 83 anos, morrerei. A causa da morte é nascimento”.

O artista explica que começou a desenhar as árvores de inverno em um novo iPad, quando a epidemia do coronavírus começou. Ele enviou alguns de seus trabalhos em andamento a amigos, o que o levou a divulgar uma imagem de narcisos para publicação, intitulada: “Lembre-se de que eles não podem cancelar a primavera”.

O artista compartilhou nove imagens recentes inspiradas no despertar da primavera, para que “todos possamos desfrutar neste momento difícil”, afirmou Hockney.

Veja as imagens compartilhadas pelo artista: 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. “Perdemos o contato com a natureza de maneira tola, porque fazemos parte dela, não fora dela. Isso acabará com o tempo e depois o que? O que aprendemos? Tenho 83 anos, morrerei. A causa da morte é nascimento.” – David Hockney

    Li, refleti e registrei a lição ao meu modo,

    CHEGADA E PARTIDA

    Causa mortis: nascer e crescer aprendendo a viver na
    Humanidade à mercê do caos e leis do Universo; da
    Escassez, acúmulos, momentos de glórias, doenças,
    Guerras; ganância, miséria, desigualdades cruéis;
    As tragédias naturais, intencionais e hediondas;
    Direitos e deveres, justiça e injustiças, corrupção;
    A vida sob influências dos justos e dos ímpios.

    Erros e acertos: se errar, aprender; acertar e evoluir.

    Participação terrena: Amar a Deus e ao próximo;
    A fraternidade e a solidariedade sem olhar a quem;
    Racionalidade serena em resposta à irracionalidade;
    Trabalho profícuo, do simples ao complexo;
    Integridade, honra, atitudes e ações transparentes;
    Deus Altíssimo; Jesus o caminho para a Salvação.
    Ao partir, deixar amigos, saber e exemplos edificantes.

    AHT
    11/04/2020

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site