Em referendo, Suíça aprova ‘passaporte da vacina’

Obrigatoriedade do documento para entrada em diversos estabelecimentos contou com o apoio de 62% dos votantes
-Publicidade-
Suíça realizou referendo sobre obrigatoriedade de certificado de comprovação da vacina
Suíça realizou referendo sobre obrigatoriedade de certificado de comprovação da vacina | Foto: Reprodução/Pexels

Em um referendo realizado neste domingo, 28, a Suíça aprovou a exigência de apresentação de um certificado digital que comprove a vacinação contra a covid-19 — o chamado “passaporte da vacina” — para entrada em locais como bares, restaurantes, cafés, cinemas, museus, estádios de futebol e universidades.

A manutenção da obrigatoriedade do documento contou com o apoio de 62% dos votantes. O comparecimento às urnas foi alto (66%).

O referendo foi convocado em meio a uma série de protestos no país contra a obrigatoriedade do passaporte da vacina. Movimentos que tomaram as ruas nas últimas semanas classificam a medida, em vigor deste setembro, como autoritária e uma afronta à liberdade das pessoas.

-Publicidade-

Apesar da maioria obtida no referendo, o passaporte da vacina foi rejeitado em 26 regiões da Suíça — em outras sete, apesar da derrota, a votação foi muito apertada. A maior aprovação à medida foi registrada na Basileia e em Zurique.

A Suíça tem encontrado dificuldade para avançar na campanha de vacinação contra a covid-19. Até o momento, 66% da população completou o ciclo vacinal — índice semelhante ao de outros países europeus, como Áustria e Alemanha, mas que se mantém estagnado.

Nos últimos 30 dias, o número de casos da doença aumentou oito vezes na comparação com o mês anterior, ultrapassando os 42 mil na semana encerrada no dia 21 de novembro.

Painel: acompanhe os números e a evolução da pandemia no Brasil e no mundo

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. O que acontece é que a Revista Oeste esta se transformando em outra Globo.
    O cabeçalho da matéria é ruim para lhe fazer acreditar que a Suíça aprovou o passaporte de saúde.
    A questão é, que hoje como na Alemanha nazista tem colaboracionistas do modelo. Hoje é o globalismo. O globalismo e o mesmo que o nazismo disfarçado com outro nome. Basta dar uma olhada no manifesto da Globalização 4.0 da WEF do Klaus Martim Schwab (WEF que casualmente fica em Davos que fica na Suíça) para compreender que na visão do Klaus (educado nas escolas hitlerianas) e sua teoria delirante (A grande reinicialização, trans humanismo, etc) muitas pessoas estão de mais. De verdade acha, que Klaus, e seus sequazes, se as maquinas de seu mundo delirante fizeram tudo, vai deixar as pessoas em casa sem fazer nada, pagando para elas um cheque todos os meses para que elas consumam os recursos de um mundo em agonia saracoteando no carnaval com uma latinha de cerveja? Mundo em agonia segundo Greta Thumberg? Lembre que no mundo nazista tinha três raças, a aria, os escravos da raça aria e os que tinha que ser terminados como os judeus, russos, polacos, sigamos, homossexuais, deficientes, pessoas de cor, etc. etc. O de verdade achava que eram só os judeus? Lembre que ser ario não era ser alemão, era outra coisa, era uma questão genética para os delirantes nazista. O que acha que é um humano 4.0? O que acha que é um trans humano? Acha que é um incauto que caminha como zombie com mascara com medo a Ômicron? Acha que Klaus e demais globalistas eles vão de carnaval? Leia. Pesquise, leia! Na historia vai encontrar as respostas e as soluções para o acontecer atual. Leia como os psicopatas nazista chegaram na ideia da solução final, leia sobre as motivações e vai descobrir que o motivo da solução final foi a economia e questões de tempo. Não acredita? Leia!!! não seja burro, leia!! vai ver que eles tinham o problema operativo para se desfazer de todos de maneira rápida e econômica. Todo isso planejado pelos psicopatas nazista em um jantar. Deixe de ser burro. Deixe de ler burros
    Se você conhece a historia vai lembrar que em Nuremberg não só foram julgados militares, também outras pessoas. Se minha memoria não esta ruim, lembro que o editor nazista do jornal Der Stuermer foi condenado por crimes de lesa humanidade e enforcado. Toda tirania termina igual, depois de um ano, dez ou quarenta, mas os tiranos e seus colaboracionistas sempre terminam igual.
    Agora falando da Suíça (eu só Italiano, morei por la) se minha memoria ainda esta boa esta formada por 26 regiões (chamadas de cantones) das 26 regiões 3 delas estão subdivididas. Tem que lembrar também que cada região da Suíça é autônoma e não depende do governo central. Então a manchete teria que dizer: O passaporte de saúde foi rejeitado em 26 regiões da Suíça (Segundo o que diz na matéria) Pode que na Basileia, Zurique, etc. tenha passaporte mas nos outras regiões não. O que acontece na verdade (segundo a pagina oficial da Suíça) é que de todas as regiões só dois votaram em contra do passaporte não 26. Lembre que em toda essa região da Europa, Alemanha, Áustria, Itália, Suíça, etc. eram as terras preferidas dos nazista, eles são naturalmente autoritários, basta ver como fazem a vida miserável dos imigrantes. Por isso não moro la e moro no Brasil por que acreditei ingenuamente que o Brasil era terra de liberdades mas não é. Agora estou pensando me mudar para a Africa onde não tem ario mas tem um monte de pessoas inteligentes livres. Onde pode morrer comido por leão uma hiena, morto de evola, covid ou Ômicron mas livre e sem passaporte de saúde. A terra da verdadeira raça superior onde não tem vacina e tampouco tem covid (excepto Ômicron justamente em incautos vacinados com duas doses das picadinhas da salvação) Onde acredita tem a grana guardada os globalistas? Onde fica a casa matriz deles? Fica em Davos na Suíça. O que eles estão tentando fazer com isso é baixar linha mediática junto a Ômicron!!! da mão dos jornalistas obsequentes para impor no mundo todo o passaporte de saúde e a tirania. Por isso justo aparece Ômicron e justo tem referendum sobre o passaporte de saúde na Suíça, Por isso agora todos fecham as fronteiras e mesmo vacinado tem que seguir fazendo os testes PCR para justificar mais vacinas ajustadas para Ômicron, e a necessidade global do passaporte de saúde para controlar que as pessoas se vacinem para Ômicron e o monte mais de outras variantes por vir. Também tem que culpar a Africa (onde não tem nem covid nem vacina) e sugerir a ideia de referendum nos países para votar si ou não passaporte de saúde. Isso mesmo já esta acontecendo no Brasil da mão de aqueles que se fingem defensores da liberdade mas são fantoches dos globalistas. Fantoches da direita ou fantoches da esquerda.
    El que diz que não quer vacuna, el que diz que vacinas estariam causando HIV, el que diz que pessoas vacinadas com duas dose estariam morrendo (diante do Tedros da OMS) apos segunda doses e o mesmo que mediante seu ministro de saúde empurra a milhões terça doses para todos com mais de 18 anos. Você entende?
    Você se preocupa pela sua liberdade? Tenha certeza que sentado em casa você vai ficar sem ela e seus filhos e netos também. Gosta da liberdade? Ela tem costo, as vesses o costo e a mesma vida (pergunte para um ex Partigiano Italiano, ainda tem alguns vivos) Gosta da liberdade? Em lugar de ficar pensando no CORNOval comece a fazer pressão para que se faça legal como nos EUA a compra de armas de guerra e munição por parte dos cidadãos. Ai você vai ser livre. Vai no Texas, da uma olhada por la para ver se la vai ter passaporte de saúde e se tem covid ou Ômicron.
    Para o autor da matéria se você se preocupa com a liberdade e a vida comecem a falar e investigar os efeitos colaterais das vacinas que tem a miles. Tem tanto assim que mesmo a mídia não fala já todos conhecem alguém que passou, passa mal ou morreu. Não se chama a atenção com o que acontece com atletas de elite que caem secos na grama? Já são muitos. Mas acho que vai segui empurrando medo com Ômicron, lockdown aqui, lockdown la, passaporte de saúde, variantes, vacinas, Pfizer, Moderna, etc. Por isso e que o nome de Revista GlobOESTE não pode ser melhor.

  2. Tomei a vacina e sou a favor da livre escolha. Esse passaporte, além de violar a liberdade de escolha não adianta de nada. Eu, como tantos, com as duas doses peguei a covid. De forma branda, como é a proposta da vacina, mas peguei, ou seja, ela não impede a circulação do vírus.

  3. É uma pena que um país que julgava dos mais adiantados em desenvolvimento humano, tenha tão pouco apreço pela liberdade. Já estou achando que a neutralidade na II Guerra era pura covardia.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.