Empresário suspeito pela morte de ex-presidente do Haiti é preso na Turquia

Detido no Aeroporto de Istambul, Samir Handal vinha dos Estados Unidos e estava a caminho da Jordânia
-Publicidade-
Jovenel Moïse, ex-presidente do Haiti, em foto de 2017
Jovenel Moïse, ex-presidente do Haiti, em foto de 2017 | Foto: Divulgação/Flickr

O empresário Samir Handal, considerado um dos suspeitos de envolvimento no assassinato do ex-presidente do Haiti Jovenel Moïse, morto em julho, foi preso na segunda-feira 15 na Turquia. A informação foi divulgada pelo ministro das Relações Exteriores haitiano, Claude Joseph.

A detenção de Handal aconteceu no Aeroporto de Istambul. Ele vinha dos Estados Unidos e estava a caminho da Jordânia, segundo informações da agência Anadolu. O empresário era procurado pela Interpol.

A pedido do Ministério da Justiça da Turquia, foi emitida uma ordem de prisão temporária de 40 dias para Handal. Ele foi levado para a prisão de Maltepe, em Istambul.

-Publicidade-

“Acabei de ter uma conversa por telefone com o ministro turco, meu amigo Mevlüt Çavuşoğlu, para agradecer à Turquia pela prisão de Samir Handal, uma das pessoas de grande interesse na investigação do assassinato do presidente”, escreveu Joseph no Twitter. O governo do Haiti ainda não confirmou se o preso será extraditado.

Depois do assassinato de Moïse, mais de 40 pessoas foram presas. Até o momento, nenhum dos detentos foi levado a julgamento. A investigação sobre o crime prossegue.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.