Enviado da ONU vai à Rússia para conversar sobre exportação de fertilizantes

Afirmação é de Vassily Nebenzia, embaixador russo na Organização das Nações Unidas
-Publicidade-
Vassily Nebenzia, embaixador russo na ONU | Foto: Reprodução/ONU
Vassily Nebenzia, embaixador russo na ONU | Foto: Reprodução/ONU

Rebecca Grynspan, uma alta funcionária da Organização das Nações Unidas (ONU), vai à Rússia nos próximos dias para “discutir o esquema” para a exportação de fertilizantes. A afirmação foi feita na quarta-feira 25 por Vassily Nebenzia, embaixador da Rússia na ONU.

De acordo com o diplomata, Rebecca deve debater as exportações russas durante uma visita a Moscou. Ela é chefe da Conferência da ONU sobre Comércio e Desenvolvimento e coordenadora do Grupo de Resposta a Crises Globais da ONU sobre Alimentos, Energia e Finanças — órgão criado para ajudar os países pobres a enfrentar os choques econômicos decorrentes da guerra na Ucrânia.

-Publicidade-

Em entrevista concedida à Reuters, na quarta-feira 25, Nebenzia disse que “formalmente fertilizantes e grãos não estão sob sanções, mas há problemas de logística, transporte, seguro e transferência bancária” criados pelas sanções ocidentais impostas à Rússia. Segundo ele, essas questões impedem o país de exportar livremente.

“Estamos preparados para exportar fertilizantes e grãos de nossos portos para o mercado mundial”, afirmou o embaixador. Sobre as exportações de grãos da Ucrânia, impedidas pelo bloqueio feito pela Rússia aos portos do país, Nebenzia declarou que “isso deve ser negociado com os ucranianos, não com os russos”.

Nebenzia também acredita que Martin Griffiths, chefe de Ajuda da ONU, vai à Rússia  no início de junho. Entretanto, o embaixador russo comentou não saber “até que ponto” Griffiths está envolvido nas discussões sobre exportações de grãos e fertilizantes.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Esse/a senhore nem sabe o que diz. É óbvio, que qualquer resultado de uma eleição é inegociável, mas, como militante da esquerda, devedor do pt, ex advogado do MST, e outros absurdos recentes, ele coloca-se totalmente impedido de coordenar e até mesmo, fazer parte da coordenação das eleições. Pra quem não tem caráter, roubar votos seria fichinha, e alegraria muito os patrões e lhe renderia um bom agradecimento. Parece absurdo, mas, se não for isso, alguém me diga como é. Raposa cuidando de galinheiro é problema, faz parte do instinto animal se aproveitar da situação e seguir seu instinto.

  2. Essa ONU é mesmo uma piada e bem sem graça. Não fizeram nada para evitar o conflito, não fizeram nada para o fim do conflito, se divertiram com tos os líderes idiotas, jogando pedras na Rússia e colocando gasolina na fogueira da guerra, e agora, querem discutir sobre fertilizante? Que fiquem sem, que passem fome, e que os fertilizantes venham tudo para o Brasil, único país sensato quanto a guerra e nossos interesses.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.