Erupção na Ásia causa danos ambientais no litoral do Peru

A atividade do vulcão submarino em Tonga gerou 'ondas violentas' provocando o vazamento de petróleo de um navio cargueiro
-Publicidade-
Três cidades costeiras peruanas foram atingidas pela mancha de óleo
Três cidades costeiras peruanas foram atingidas pela mancha de óleo | Foto: Divulgação/Prefeitura de Áncon

Três cidades do Peru registraram prejuízos e tiveram que fechar as praias temporariamente depois do derramamento de óleo de um navio cargueiro.

A embarcação foi atingida por ondas causadas pela erupção do vulcão em Tonga, no sábado 15, durante o descarregamento de petróleo para abastecer a refinaria La Pampilla, de propriedade da empresa espanhola Repsol.

Na terça-feira 18, o Órgão Fiscalizador de Energia e Mineração determinou a paralisação das atividades do terminal dois da refinaria. A decisão é válida enquanto durar as investigações para apurar o incidente.

-Publicidade-

Segundo o Instituto Nacional de Defesa Civil e o centro de emergência do Ministério de Energia e Minas, as marés altas registradas em Ventanilla, em decorrência da erupção do vulcão, impactaram o processo de descarga de petróleo bruto para a refinaria.

A Agência de Controle Ambiental peruana concedeu à operadora da refinaria o prazo de dez dias para limpar a praia de Ventanilla.

Já a prefeitura de Ancón e Santa Rosa determinaram o fechamento de suas praias até que as autoridades concluam o processo de limpeza e desinfecção.

Investigações

O Ministério Público do Peru iniciou uma investigação contra a refinaria La Pampilla, da Repsol, pelo suposto crime de poluição ambiental. O órgão não revelou a quantidade de petróleo derramado no litoral peruano.

O que informa a refinaria

A refinaria de Pampilla alegou que “a violência das ondas” causou o que foi chamado de “derramamento limitado” de petróleo.

A Repsol afirmou que está “verificando o cumprimento de aspectos técnicos e de segurança das instalações” para auxiliar nas investigações.

Erupção do vulcão em Tonga

Um vulcão submarino em Tonga entrou em erupção no sábado, provocando alertas de tsunami e ordens de evacuação no Japão, além de enormes prejuízos em várias ilhas e regiões do Pacífico Sul.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Agora querem imputar a culpa pelo derramamento à erupção do vulcão de Tonga. Logo que souberam do alerta, deveriam ter interrompido o descarregamento. Na verdade, esses canalhas não estão nem aí pelo meio ambiente e justamente no Peru, que tem na atividade pesqueira uma das suas principais fontes de renda.

  2. Logo logo a Militancia Global Ambiental vai criar o projeto de Rolha de Vulcão pois os vulcões destroem o meio ambiente, acabando com vegetaçao, matando animais, poluindo rios e o céu com toneladas de materiais toxicos enviados para a atmosfera como vapor de enxofre, boro e outros materiais CANCERIGENOS.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.