Esquerdista se declara vencedor no Peru, mas eleição segue indefinida

Diferença entre o extremista Pedro Castillo e a conservadora Keiko Fujimori é de apenas 70 mil votos e vem caindo nas últimas horas
-Publicidade-
O esquerdista Pedro Castillo já se declarou vencedor das eleições no Peru
O esquerdista Pedro Castillo já se declarou vencedor das eleições no Peru | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Na reta final da apuração da eleição presidencial no Peru, o candidato de extrema esquerda Pedro Castillo declarou-se vencedor nesta quarta-feira, 9, mesmo ainda sem a confirmação do resultado oficial. Em discurso para apoiadores na sede de seu partido, o socialista afirmou que já é o presidente eleito do país.

“O povo falou. Obrigado por serem vigilantes da vontade popular, obrigado por esta vigília, mas também faço um apelo às autoridades eleitorais para que, por favor, pelo Peru, pela democracia, por nossa pátria, respeitem a vontade das urnas”, disse Castillo.

-Publicidade-

Leia mais: “No Peru, Keiko Fujimori acusa a esquerda de fraudar a disputa”

Segundo os últimos dados divulgados, o esquerdista apresenta ligeira vantagem sobre Keiko Fujimori, candidata da direita e filha do ex-presidente Alberto Fujimori. Até o momento, 98,3% das urnas foram apuradas, e Castillo aparece com 50,206% dos votos válidos, contra 49,794% de Fujimori.

A virada da candidata conservadora pode ocorrer, principalmente em função dos votos vindos do exterior que ainda não estão totalmente contabilizados. Na segunda-feira 7, Castillo tinha vantagem maior sobre Keiko (95 mil votos). Agora esse número caiu para cerca de 70 mil. Com 89,5% dos votos do exterior computados, Keiko aparece com 66% de apoio entre os peruanos que moram em outros países, ante 34% de Castillo.

Leia também: “‘Veremos um choque entre o castrochavismo e a democracia’, diz ex-ministro boliviano sobre Lula x Bolsonaro”

Como noticiamos ontem, Keiko Fujimori afirmou estar sendo vítima de fraude. A candidata alega ter fotos e vídeos que mostram impugnação de atas que demonstrariam sua vantagem. De acordo com relato de Keiko, 87 cartões de identificação foram adulterados por um funcionário do partido Peru Livre, de Castillo. “Há uma intenção clara de boicotar a vontade popular. Não é que estejamos preocupados com a nossa candidatura. É com a defesa do futuro do nosso país”, disse.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site