EUA não querem a Huawei na rede comercial de 5G e põem em xeque ideia de Fábio Faria

Ministro das Comunicações propunha um meio-termo para o impasse entre o gigante de tecnologia chinês e o Brasil
-Publicidade-
O problema vai além da mera segurança de comunicações internas do governo federal
O problema vai além da mera segurança de comunicações internas do governo federal | Foto: Divulgação/Huawei

Autoridades brasileiras foram informadas por diplomatas norte-americanos que uma rede privativa não é o suficiente para barrar os riscos que a Huawei oferece ao Brasil. O aviso, portanto, dificulta a concretização da ideia do ministro das Comunicações, Fábio Faria. É o que informou nesta segunda-feira, 12, o jornal Folha de S.Paulo. A equipe de Faria recebeu o aviso em viagem oficial aos Estados Unidos, em junho, segundo a reportagem.

A comitiva do ministro buscava o reconhecimento estrangeiro da rede privativa (um canal fechado para o governo federal). Pelos cálculos de Faria, o gigante de tecnologia chinês só poderia fornecer material na rede comercial, o que agradaria tanto aos chineses quanto aos norte-americanos. Os EUA acusam a empresa de espionar para o Partido Comunista. O modelo proposto não agradou a Biden, que insiste no banimento da Huawei em todo o 5G brasileiro.

Conforme a Casa Branca, o problema vai além da mera segurança de comunicações internas do governo federal. Companhias ligadas ao regime chinês representam uma ameaça também às redes comerciais, uma vez que o 5G tem potencial de aumentar a conectividade atual nos mais diversos setores.

-Publicidade-

Leia também: “O jogo do gigante”, reportagem publicada na Edição 58 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Revista Oeste. No que vocês estão se transformando. Numa sucursal da Folha de São Paulo e do Estadão? Que pena que estão traindo os leitores.

  2. A meu ver, tem que banir logo esses XingLing’s de qualquer negociação. Com esse pessoal é tudo ou nada. Agora fica esse ministro querendo fazer politicagem com esses mafiosos vermelhos, querendo agradar a gregos e troianos… tem que despachar logo esse sujeito desse ministério ou colocar alguém que tenha posições firmes e que seja tanto de um lado quanto para ou outro, a escolha é uma só.

    1. Os EUA não tem que quere ou não por nós.
      Somos soberanos e decidimos por nós mesmos. Paea com essa subserviência mediocre. Esse preconceito contra a China por pura burrice pode tirar o Brasil de grandes oportunidades. Nós podemo transformar o Brasil em parceria com China.
      O que ganhamos com rechaçá-los? Moral com os EUA? Pelo amor de deus. Os EUA nos espionam e isso é okay??!Eles manipulam e respondem pela nossa política externa por acaso?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.