EUA pede que Maduro e Guaidó se afastem para organizar novas eleições

O secretário de estado norte-americano, Mike Pompeo, pediu nesta terça-feira, 31, que o ditador Nicolás Maduro e autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, deixem o caminho livre para que novas eleições possam ser organizadas no país sul-americano. Em coletiva de imprensa, Pompeo defendeu que um governo de transição deve ser estabelecido na Venezuela, a fim de organizar novas eleições presidenciais. Ele sugere a criação de um "Conselho de Estado" constituído por ambos os lados.
-Publicidade-

Mike Pompeo defendeu um governo de transição na Venezuela

-Publicidade-

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, pediu nesta terça-feira, 31, que o ditador Nicolás Maduro e autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, deixem o caminho livre para que novas eleições possam ser organizadas no país sul-americano.

Em coletiva de imprensa, Pompeo defendeu que um governo de transição deve ser estabelecido na Venezuela, a fim de organizar novas eleições presidenciais. Ele sugere a criação de um “Conselho de Estado” constituído por ambos os lados.

O secretário de Estado destacou que o presidente do governo de transição não poderia se candidatar na eleição presidencial.

Consultado sobre se Guaidó poderia ser candidato nas novas eleições, Pompeo disse que sim.

“É o político mais popular na Venezuela. Acredito que, se as eleições fossem realizadas hoje, ele poderia se sair muito bem”, disse o secretário de estado.

Pompeo afirmou ainda que o ditador Nicolás Maduro “deve partir”.

A proposta comunicada pelo secretário de Estado Mike Pompeo propõe eleição num prazo de seis meses a um ano. Se a iniciativa for aceita por ambas as partes, os Estados Unidos, suspenderiam as sanções contra o país.

A Venezuela passa por uma grave crise econômica e social e o líder oposicionista Juan Guaidó é reconhecido pelos Estados Unidos e outras 50 nações como presidente interino desde janeiro de 2019.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.