EUA: Pfizer pede autorização para aplicar vacina em crianças de 5 a 11 anos

Empresa pretende entrar, nos próximos dias, com um pedido formal de uso emergencial
-Publicidade-
Pfizer quer vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19
Pfizer quer vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19 | Foto: Kevin David/A7 Press/Estadão Conteúdo

A Pfizer e a BioNTech apresentaram nesta terça-feira, 28, os dados iniciais para o pedido de autorização da vacina contra a covid-19 para crianças entre 5 e 11 anos de idade nos Estados Unidos. A solicitação foi feita à agência regulatória sanitária norte-americana (a Food and Drug Administration, FDA).

As empresas pretendem entrar, nos próximos dias, com um pedido formal de uso emergencial dos imunizantes para essa faixa etária.

Leia mais: “Joe Biden recebe terceira dose da vacina contra a covid-19”

-Publicidade-

No dia 20 de setembro, Pfizer e BioNTech informaram que a vacina contra a covid-19 gerou uma resposta imunológica “robusta” em crianças de 5 a 11 anos, em testes realizados durante as fases 2 e 3 do ensaio clínico. Segundo as empresas, o resultado foi semelhante ao obtido por pessoas entre 16 e 25 anos.

Leia também: “Reforço da Pfizer aumenta em 20 vezes os anticorpos em vacinados com a Coronavac, mostra estudo”

A Pfizer anunciou ainda que deve enviar os dados também à Agência Europeia de Medicamentos (EMA) e a outros órgãos regulatórios do mundo. Até o momento, tanto nos EUA quanto no Brasil, a aplicação do imunizante é permitida para adolescentes a partir de 12 anos.

Leia também: “Pfizer: ‘Anvisa dos EUA’ libera uso emergencial para dose de reforço”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.