EUA: Senado da Carolina do Sul aprova pena de morte por fuzilamento

O projeto recebeu 32 votos a favor e 11 votos contrários
-Publicidade-
A cadeira elétrica também foi aprovada como opção para pena de morte
A cadeira elétrica também foi aprovada como opção para pena de morte | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

O senado da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, aprovou na terça-feira 2 um projeto de lei que elenca pelotões de fuzilamento e cadeiras elétricas como opções para pena de morte no Estado. Ao todo, o projeto recebeu 32 votos a favor e 11 votos contrários. Agora, ele deve seguir para a Câmara dos Representantes e, se for aprovado, pode ser sancionado pelo governador Henry McMaster. Em princípio, o projeto, submetido por legisladores republicanos, sugeria apenas a volta da cadeira elétrica como opção para os condenados caso injeções letais não tivessem disponíveis. Uma mudança sugerida pelo senador democrata Dick Harpootlian introduziu a opção de fuzilamento, que seria, de acordo com ele, “mais humano do que a cadeira elétrica”.

A dificuldade na obtenção de drogas letais para serem aplicadas em condenados à morte foi um dos motivos pelo qual a lei foi proposta. Em dezembro de 2020, um dos condenados, Richard Moore, recusou-se a ser executado por choque elétrico após a Carolina do Sul não conseguir a permissão para adquirir os medicamentos letais. Os senadores que apoiam o projeto defendem que ele não é sobre endurecer as penas aplicadas no Estado, e sim forçar a unidade federativa a conseguir as drogas da injeção letal com menos burocracia e dar continuidade aos procedimentos da forma como eles devem ser aplicados. O Estado, um dos poucos que ainda aceitam a pena nos EUA, tem 37 pessoas no corredor da morte e não aplica a pena em presos há 10 anos.

Leia também: “Por que os democratas querem os imigrantes ilegais”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na Edição 49 da Revista Oeste

-Publicidade-

Com informações da Jovem Pan

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site