EUA suspendem recursos e reconhecem golpe militar em Burkina Faso

A medida foi tomada depois que o presidente Roch Kabore foi retirado do cargo em janeiro
-Publicidade-
Militares durante comunicado na TV estatal depois da tomada de poder em 24 de janeiro
Militares durante comunicado na TV estatal depois da tomada de poder em 24 de janeiro | Foto: Reprodução

Os Estados Unidos suspenderam quase US$ 160 milhões (R$ 820 milhões) em ajuda a Burkina Faso, na África, depois de reconhecer que um golpe militar tomou o país.

A medida foi tomada após o presidente Roch Kabore ser retirado do cargo em janeiro. Segundo a Casa Branca, a deposição constitui um “golpe militar”. A informação foi divulgada pela agência de notícias Reuters na sexta-feira 18.

O Departamento de Estado norte-americano fez a determinação, que não havia sido relatada anteriormente, depois de uma “análise cuidadosa”, disse um porta-voz do departamento.

-Publicidade-

A decisão foi tomada em consonância com uma lei norte-americana segundo a qual a ajuda externa dos EUA — exceto fundos para promover a democracia — deve ser interrompida a um país cujo chefe de governo eleito seja deposto por golpe militar ou em um golpe em que os militares tenham papel decisivo.

A Millennium Challenge Corporation, uma agência de assistência externa do governo dos EUA, informou em 31 de janeiro que havia pausado as atividades relacionadas a um acordo assinado em agosto de 2020 por US$ 450 milhões em financiamento para Burkina Faso.

Tomada de poder

Militares de Burkina Fasso anunciaram em janeiro que tomaram o poder no país e dissolveram o governo. A informação foi transmitida pela rede de TV estatal.

O grupo suspendeu a Constituição, dissolveu o governo e a Assembleia Nacional e fechou as fronteiras do país. Os militares prometeram uma “volta à ordem constitucional em um prazo razoável”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.