Europa escolhe astronauta com deficiência pela primeira vez na história

O britânico John McFall foi selecionado entre 22 mil candidatos
-Publicidade-
John McFall | Foto: Reprodução/ Redes sociais
John McFall | Foto: Reprodução/ Redes sociais

A Agência Espacial Europeia (ESA) anunciou, na quarta-feira 23, durante evento sediado em Paris, na França, que escolheu pela primeira vez um astronauta com deficiência física para compor o novo grupo de viajantes que podem ir para o espaço no futuro.  

Dentre mais de 22 mil candidatos à vaga, John McFall, cirurgião britânico de 41 anos que teve a perna direita amputada depois de um acidente de motocicleta aos 19 anos, foi o escolhido para ser o primeiro parastronauta do mundo. Junto a ele, outros 16 recrutas vão participar do treinamento.

-Publicidade-

“Tem sido uma experiência bastante turbulenta, já que, como amputado, nunca pensei que ser um astronauta fosse uma possibilidade”, afirmou o britânico, em entrevista para o canal do Youtube da ESA. “Então, a empolgação foi uma emoção enorme.”

Além de atuar como cirurgião, McFall já representou a Grã-Bretanha e a Irlanda do Norte como velocista profissional. Nos Jogos Paralímpicos de Pequim, na China, que ocorreram em 2008, o corredor britânico foi medalhista de bronze na prova dos 100 metros.

McFall vai participar do Projeto de Viabilidade de Parastronautas da ESA. Segundo a agência espacial, o objetivo é desenvolver opções para a inclusão de astronautas com deficiências físicas em voos tripulados e missões futuras.

“Estou extremamente empolgado em usar as habilidades que tenho para solucionar problemas, identificar problemas e superar obstáculos que permitam que pessoas com deficiências físicas desempenhem o trabalho da mesma forma que suas contrapartes fisicamente aptas”, disse o britânico.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Ah ! Não. Vou jogar meu celular na privada. Alguma coisa contra pessoas com deficiência? Claro que não, também sou portador. Todavia, sou pelo amor e pela caridade. Esse negócio de politicamente correto no espaço, francamente é muito piegas.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.