Europa vai precisar de 5 anos para deixar de depender da energia da Rússia, admite UE

Presidente da Comissão Europeia anunciou para maio o plano que promete diversificar a matriz energética do bloco
-Publicidade-
A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em evento da União Europeia realizado em Versalhes, na França - 10/03/2022 | Foto: Divulgação/Ursula von der Leyen/Twitter
A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em evento da União Europeia realizado em Versalhes, na França - 10/03/2022 | Foto: Divulgação/Ursula von der Leyen/Twitter

A presidente da Comissão Europeia (UE), Ursula von der Leyen, disse que a UE vai levar cinco anos para se tornar independente da energia da Rússia. “Dependemos muito dos combustíveis fósseis russos, especialmente do gás”, disse Ursula, durante reunião de membros da UE, na França, na quinta-feira 10.

Hoje, a UE importa da Rússia 40% do gás que consome, quase 30% do petróleo e aproximadamente 50% do carvão. Em 2021, as compras renderam cerca de € 150 bilhões em receita para Moscou. Portanto, uma transição energética não será viabilizada no curto prazo para os países integrantes do bloco europeu.

Ursula anunciou para maio um plano de metas com a finalidade de reduzir a dependência da energia da Rússia. “Devemos diversificar os fornecedores, principalmente migrando para o gás natural liquefeito”, defendeu a presidente da Comissão Europeia. “E devemos aumentar nossa parcela de renováveis.”

-Publicidade-

A decisão da UE de eliminar gradualmente o petróleo e o gás russos ao longo de cinco anos representa um revés para os esforços diplomáticos dos EUA para isolar ainda mais a Rússia, depois que o secretário de Estado, Anthony Blinken, levantou pela primeira vez a perspectiva de um embargo na semana passada.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Trump avisou sim , mas o povo patético dos estados unidos ex líder mundial , preferiu eleger o não menos patético presidente atual que não tem liderança nenhuma.
    Agora a única forma de o mundo inteiro não sofra com tudo isto é a rendição da Ucrânia.
    E rápido !!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.