-Publicidade-

Boris Johnson é contra referendo sobre independência da Escócia

Primeiro-ministro do Reino Unido foi um dos líderes favoráveis ao Brexit
Favorável ao Brexit, primeiro-ministro do Reino Unido é contra independência da Escócia
Favorável ao Brexit, primeiro-ministro do Reino Unido é contra independência da Escócia | Foto: Reprodução

No que depender do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, a Escócia não seguirá adiante na tentativa de se tornar uma nação independente e, assim, ter a chance de regressar à União Europeia. Neste domingo, 3, o político colocou-se publicamente contrário à possibilidade de se realizar plebiscito a fim de saber se o povo escocês pretende validar a ideia de deixar o Reino Unido.

Leia mais: “Vacina da Oxford é aprovada pela ‘Anvisa do Reino Unido’”

Com a saída em definitivo do Reino Unido da União Europeia, conforme noticiou Oeste nesta semana, o governo local da Escócia voltou a reforçar a ideia de plebiscito para a nação mudar seu status político e diplomático perante o mundo, informa a agência de notícias Lusa. Além da Escócia, o Reino Unido é composto por Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte — este último faz fronteira terrestre com a República da Irlanda, Estado-membro da União Europeia.

Líder do Partido Conservador britânico, Boris Johnson sempre apareceu como favorável ao rompimento do Reino Unido com a União Europeia. Primeiro-ministro desde julho de 2019, coube justamente a ele ficar à frente das tratativas relacionadas ao Brexit. Processo que, aliás, começou por meio da realização de plebiscito, onde a maioria votou pela saída do bloco econômico. Agora, no entanto, ele tenta negar tal recurso ao povo escocês.

Leia também: “Brexit pode gerar oportunidades ao agronegócio brasileiro”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês