Ex-presidente Frederik de Klerk, Nobel da Paz com Mandela, morre aos 85 anos

Último presidente branco da África do Sul governou o país entre 1989 e 1994 e libertou Mandela da prisão
-Publicidade-
Frederik Willem de Klerk (à dir.), ao lado de Nelson Mandela, ao receber o Nobel da Paz em 1993
Frederik Willem de Klerk (à dir.), ao lado de Nelson Mandela, ao receber o Nobel da Paz em 1993 | Foto: Reprodução

Último presidente branco da África do Sul, Frederik Willem de Klerk morreu nesta quinta-feira, 11, aos 85 anos. Ele conquistou o prêmio Nobel da Paz, ao lado de Nelson Mandela, em 1993, por seu papel no fim do apartheid no país — política de segregação racial que perdurava desde 1948.

Segudo informações da Fundação FW de Klerk, o ex-presidente morreu na Cidade do Cabo, “em sua casa em Fresnaye, no início desta manhã, após sua luta contra o câncer de mesotelioma”.

De Klerk governou o país entre 1989 e 1994 e foi o responsável pela libertação de Mandela da prisão. Além de ter dividido o Nobel da Paz com o próprio Mandela, o ex-líder sul-africano foi vice-presidente de 1994 a 1996.

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.