Farmacêutica solicita uso emergencial para remédio contra covid-19 nos EUA

Medicação antiviral pode ser utilizada em casa
-Publicidade-
Molnupiravir está sendo desenvolvido pela MSD em parceria com a Ridgeback Biotherapeutics
Molnupiravir está sendo desenvolvido pela MSD em parceria com a Ridgeback Biotherapeutics | Foto: Reprodução/MSD

A “Anvisa dos EUA” recebeu nesta segunda-feira, 11, um pedido de autorização para uso emergencial do medicamento Molnupiravir. A droga foi feita pela farmacêutica MSD Merck Sharp & Dohme. Voltado para o tratamento de pacientes com casos leves e moderados da covid-19, o remédio pode ser administrado em casa.

Testes feitos pela Universidade Emory, em Atlanta, demonstraram que o produto pode diminuir pela metade as internações e mortes em pacientes com maiores chances de desenvolver quadros graves da doença. No Brasil, a Fundação Oswaldo Cruz faz parte de um estudo global para testar a medicação.

Molnupiravir

-Publicidade-

O medicamento atua impedindo a replicação viral e tem potencial de ação em diversos vírus RNA, incluindo o Sars-CoV-2. Seu desenvolvimento está sendo feito em parceria da MSD com a Ridgeback Biotherapeutics.

Leia também: “Remédios anticovid da AstraZeneca reduzem casos graves e mortes, informa empresa”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários Ver comentários

  1. Piva, faça seu trabalho de uma forma completa. Informe quanto esse medicamento vai custar. Pode ter certeza que é uma fábula.
    Minha filha esteve hospitalizada por 5 dias, nos EUA. E uma das médicas que a atendeu receitou, a mando da direção do hospital, cinco injeções de Redemsivir ao custo de US$600 dólares cada. Só isso deu um total de US$3,000. Sem autorização da paciente.
    Tanto o hospital como a médica estão sendo processados. Essa é a medicina de hoje nos EUA. Tecnologia 10 X humanidade ZERO!

  2. Fizeram o teste duplo cego randomizado? está “cientificamente” comprovado que funciona? Foi aprovado pelo Wiliam Bonner e pela CPI dos vagabundos?

    1. Bingo, Paulo. O nome do medicamento deveria ser MolnupiravIRMECTINA. Será que é pura concidência o fato da Ivermectina ser do mesmo laboratório (MERCK)?
      CANALHAS!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.