Franceses voltam a protestar contra o passaporte sanitário

Em Paris, os manifestantes entraram em confronto com a polícia
-Publicidade-
Franceses foram às ruas protestar contra o passaporte sanitário
Franceses foram às ruas protestar contra o passaporte sanitário | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

Milhares de franceses foram às ruas ontem, sábado 11, para protestar contra a obrigatoriedade do passaporte sanitário, adotado recentemente pela França. Na maioria das cidades, as manifestações ocorreram de maneira pacífica, sem registro de incidentes. Em Paris, contudo, houve tumulto e confronto dos manifestantes com os policiais.

Inicialmente, o passaporte sanitário era exigido em locais que recebiam mais de 50 pessoas. Posteriormente, o documento passou a ser obrigatório aos profissionais de saúde, aos bares, aos centros comerciais e ao 1,8 milhão de funcionários que trabalham no atendimento ao público.

Leia mais: “O escândalo do passaporte sanitário”, artigo de Guilherme Fiuza publicado na Edição 58 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro