Gênero neutro: NY aprova lei que permite o ‘X’ em documentos

A medida se aplica a certidões de nascimento e carteiras de motorista
-Publicidade-
Foto: dpa/picture alliance/Getty Images
Foto: dpa/picture alliance/Getty Images | Foto: dpa/picture alliance/Getty Images

A Assembleia do Estado de Nova Iorque chancelou o projeto que permite o uso do gênero neutro “X” em certidões de nascimento e carteiras de motorista. Aprovada na quinta-feira 10, a medida também possibilita que os pais escolham ser designados como “pai”, “mãe” ou “parent”, expressão sem gênero para designar os responsáveis.

Caso o governador Andrew Cuomo sancione a iniciativa, a Lei de Reconhecimento de Gênero dispensará, ainda, a apresentação de evidências médicas em casos de mudanças nos documentos. O projeto passou com 113 votos a favor e 36. Os legisladores receberam pressão do Centro Nacional de Igualdade de Transgêneros.

Leia também: “A estupidez a linguagem neutra”, reportagem publicada na Edição 62 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site