Hepatite em crianças: Argentina registra caso de doença que preocupa países

Surto da doença pôs Europa e EUA em alerta
-Publicidade-
Foto: Freepik
Foto: Freepik

O Ministério da Saúde da Argentina registrou nesta quinta-feira, 5, o primeiro caso da hepatite misteriosa em crianças que preocupa os Estados Unidos e países europeus. Segundo a pasta, trata-se de um menino de oito anos hospitalizado em Rosário, cidade a 470 quilômetros ao norte de Buenos Aires.

Os primeiros casos da doença surgiram no Reino Unido em janeiro deste ano, e passaram a ser notificados em outros lugares. A enfermidade pode desencadear uma série de problemas, incluindo a necessidade de transplante de fígado e morte. As causas reais da hepatite em crianças ainda são um mistério.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que, até 3 de maio, mais de 200 casos foram registrados em 20 países, sendo a grande maioria deles no Reino Unido, onde, até 25 de abril, havia 145 confirmações. Segundo a OMS, a maioria dos casos da hepatite misteriosa está na faixa de 2 a 5 anos. Até o momento, morreram uma criança no Reino Unido e outras três na Indonésia.

-Publicidade-

O Estados Unidos eram o único país das Américas a registrar casos da hepatite aguda grave e, até 18 de abril, contabilizavam 9 casos em crianças entre 1 e 6 anos. O Brasil não registrou pacientes com essas condições.

O que é hepatite

Trata-se de uma inflamação que atinge o fígado causada por uma variedade de vírus infecciosos (hepatite viral) e agentes não infecciosos. A infecção pode levar a problemas de saúde, que podem ser fatais. Os vírus comuns que causam hepatite viral aguda (vírus da hepatite A, B, C, D e E) não foram detectados em nenhum desses casos. O quadro das crianças europeias é de infecção aguda. Muitos apresentam sintomas gastrointestinais — incluindo dor abdominal, diarreia e vômitos —, principalmente em pequenos de até 10 anos.

EUA

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) emitiram alerta no fim do mês passado para médicos em todo o país, notificando-os sobre um conjunto de casos de hepatite grave e inexplicável em crianças pequenas saudáveis. Entre outubro de 2021 e fevereiro de 2022, nove crianças com idades entre 1 e 6 anos no Alabama foram internadas no hospital com hepatite aguda. Dois transplantes de fígado foram necessários.

CDC explica possível causa

O CDC suspeita que um adenovírus (patógenos que podem provocar doenças a um hospedeiro) é o agente da hepatite em criamças, embora as autoridades de saúde alertem que a investigação está em andamento. Existem mais de 50 tipos de adenovírus, que tendem a causar doenças leves, como resfriados e febres, conjuntivite ou vômitos e diarreia.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Ninguém me tira da cabeça que isso daí, uma nova variedade de hepatite, não seja por conta dessa campanha absurda de vacinação descontrolada e lockdowns absurdos. Na Argentina os lockdowns foram impostos à população de uma forma infame. Isso nunca aconteceu na história e ocorre justamente após isso que já foi dito.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.