Japão investiga morte de dois homens que tomaram a vacina da Moderna

Ministério da Saúde do país descartou 1,6 milhão de doses do imunizante suspeito de contaminação
-Publicidade-
Distribuidora pediu que a fabricante investigue o caso
Distribuidora pediu que a fabricante investigue o caso | Foto: Divulgação/Moderna

O governo do Japão apura a morte de dois homens que receberam duas doses da vacina contra a covid-19 da Moderna. Ambos estavam na faixa dos 30 anos. O Ministério da Saúde daquele país informou que os lotes do imunizante norte-americano estavam contaminados, de acordo com reportagem da agência de notícias Associated Press, publicada no sábado 28. As autoridades sanitárias investigam se a causa dos óbitos está relacionada com o produto.

Na semana passada, 1,6 milhão de unidades da mercadoria foram descartadas devido à presença de “substâncias estranhas” nos frascos, segundo profissionais de saúde dos polos de vacinação. A distribuidora do imunizante no Japão, Takeda Pharmaceutical, pediu à Moderna e à fábrica espanhola Ravi que contribuam com a investigação. Em nota, a Moderna comunicou que, até o momento, não há relação dos falecimentos com a vacina feita pelo laboratório.

Leia também: “Os impasses da vacinação no Brasil”, reportagem publicada na Edição 72 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro