Japão vai emprestar US$ 300 milhões para a Ucrânia

País asiático já havia firmado outro acordo de empréstimo de US$ 300 milhões, totalizando US$ 600 milhões
-Publicidade-
Fumio Kishida em reunião do G7| Foto: Reprodução/Twitter
Fumio Kishida em reunião do G7| Foto: Reprodução/Twitter

O governo do Japão vai emprestar US$ 300 milhões à Ucrânia para ajudar na reconstrução do país, disse o primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 19.

Ao todo, serão US$ 600 milhões enviados à Ucrânia, pois o Japão já havia firmado um acordo de empréstimo de US$ 300 milhões para o país no início desta semana.

O governo de Kishida tem discutido medidas para fornecer um apoio maior ao país do leste europeu desde o início da invasão russa, iniciada no dia 24 de fevereiro.

-Publicidade-

O chefe do Executivo japonês disse ainda que planeja apresentar a decisão na próxima cúpula do G7, grupo das nações mais desenvolvidas do mundo, marcada para a próxima segunda-feira, 23.

Os países do G7 anunciaram o compromisso de proibir ou eliminar gradualmente as importações de petróleo vindo da Rússia. Entretanto, Kishida afirmou que o Japão vai demorar para ser independente do insumo russo. Ele explicou que vai “avaliar a situação real” do país. “Vamos tomar nosso tempo para impor medidas para a eliminação progressiva [do petróleo russo]”, disse.

UE vai apoiar reconstrução

O empréstimo concedido pelo Japão se soma a outros esforços para reconstruir a Ucrânia. Ontem ,18, a Comissão Europeia propôs conceder uma ajuda adicional de até 9 bilhões de euros para o país. O montante, que precisa ser aprovado pelos países que integram a UE, virá após um auxílio anterior de 1,2 bilhão de euros.

A presidente da Comissão, Ursula von der Leyen, disse que a UE também vai começar a desenvolver um plano para a reconstrução da Ucrânia no longo prazo, que poderá custar ao menos US$ 500 bilhões.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.