Johnson convoca reunião do G7 para discutir crise no Afeganistão

Primeiro-ministro britânico quer debater a situação no país com Estados Unidos, Alemanha, França, Itália, Canadá e Japão
-Publicidade-
O premiê britânico Boris Johnson convocou reunião de emergência do G7 para tratar do Afeganistão
O premiê britânico Boris Johnson convocou reunião de emergência do G7 para tratar do Afeganistão | Foto: Reprodução/Twitter

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou neste domingo, 22, que convocou uma reunião extraordinária do G7 em que o tema principal será a crise deflagrada no Afeganistão, depois da retomada do poder pelo Talibã e em meio aos esforços para a retirada de afegãos do país. O encontro será na terça-feira 24, por videoconferência.

“É vital que a comunidade internacional trabalhe em conjunto para assegurar a evacuação segura do país, prevenindo uma crise humanitária de maiores proporções”, afirmou o premiê britânico. “Temos que apoiar o povo afegão para garantir as conquistas dos últimos 20 anos”, completou Johnson em uma mensagem publicada em sua conta no Twitter.

Leia mais: “Sete morrem nos arredores do aeroporto de Cabul em meio ao caos por evacuação”

-Publicidade-

Como Oeste informou, o Ministério da Defesa do Reino Unido, que participa dos trabalhos de evacuação no aeroporto de Cabul, confirmou mais sete mortes no local no sábado 21. Ao todo, 20 pessoas já morreram em meio ao caos instalado na capital afegã.

Leia mais: “Soldados dos EUA e de outros países salvam crianças no Afeganistão”

Em um artigo publicado no jornal britânico Daily Mail neste domingo, o ministro da Defesa britânico, Ben Wallace, afirmou que, se o prazo estabelecido pelos Estados Unidos para deixar o Afeganistão não for ampliado, não será possível evacuar todas as pessoas que querem deixar o país.

Leia mais: “Jornalista da CNN que teve de usar véu em transmissão deixa o Afeganistão”

O Reino Unido ocupa neste momento a presidência rotativa do G7, grupo dos países mais ricos e industrializados do mundo. Também fazem parte do bloco Estados Unidos, Alemanha, França, Itália, Canadá e Japão.

Leia também: “União Europeia não reconhece governo do Talibã no Afeganistão”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro