Joseph Blatter e Platini são indiciados por fraudes na Suíça

Ex-presidentes da Fifa e da Uefa enriqueceram ilicitamente, segundo denúncia de procuradores
-Publicidade-
O ex-jogador francês Michel Platini ao lado de Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa
O ex-jogador francês Michel Platini ao lado de Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa | Foto: Reprodução

O ex-presidente da Fifa Joseph Blatter e o ex-jogador e ex-presidente da Uefa Michel Platini foram indiciados nesta terça-feira, 2, por crimes como fraude, apropriação indébita e falsificação de documentos. A informação foi divulgada pelo gabinete da Procuradoria-Geral da Suíça.

Depois de uma investigação que durou seis anos, os procuradores suíços concluíram que os ex-dirigentes “enriqueceram ilicitamente” por meio de recebimento de “pagamentos ilegais” que teriam chegado a US$ 2 milhões (cerca R$ 13 milhões).

Blatter, de 85 anos, e Platini, de 65, devem ser julgados em alguns meses por um tribunal federal de Bellinzona, na Suíça. As denúncias, que vieram à tona em setembro de 2015, afastaram Blatter do comando da Fifa e encerraram a carreira de Platini como dirigente esportivo — ele pretendia suceder ao suíço na presidência da entidade máxima do futebol.

-Publicidade-
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.