-Publicidade-

Justiça alemã suspende vigilância sobre partido de direita

Corte estadual sentenciou que a Alternativa para a Alemanha (AfD) não pode ser classificada como caso de suspeita de extremismo
AfD não representa ameaça à ordem democrática, segundo tribunal alemão
AfD não representa ameaça à ordem democrática, segundo tribunal alemão | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

Um tribunal alemão ordenou nesta sexta-feira, 5, a suspensão temporária da vigilância sobre o partido de direita Alternativa para a Alemanha (AfD) por parte dos serviços de inteligência do país. A legenda estaria sendo monitorada por, supostamente, abrigar extremistas e impor ameaças à ordem democrática. A corte estadual em Colônia disse que a AfD não pode ser classificada como um caso de suspeita de extremismo até que os juízes decidam sobre o pedido de emergência feito pelo partido, em que a legenda alega que os serviços de inteligência violaram a ordem judicial de não tornar públicas as investigações. O Departamento de Proteção à Constituição da Alemanha (BfV) teria suspeitas de que o partido cometeu violações à Constituição. Isso permite que as autoridades vigiem suas atividades com recursos dos serviços de inteligência, como escutas, recrutamento de informantes e acesso a e-mails. Sem essa classificação, somente é possível investigar por meio das informações disponíveis publicamente.

Leia também: “Merkel amplia poderes, e direita denuncia autoritarismo”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.