Justiça arquiva ação contra Ryan Lochte por denúncia de falso assalto

Nadador fez falsa comunicação de crime na Olimpíada de 2016
-Publicidade-
Ryan Lochte está livre da Justiça
Ryan Lochte está livre da Justiça | Foto: Reprodução/Flickr

O processo contra o nadador Ryan Lochte por falsa denúncia de assalto feita durante a Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016, prescreveu e foi arquivado. O atleta não chegou a pagar multa nem passou nenhum dia preso — duas punições previstas pelo crime.

A tramoia

O caso teve repercussão mundial durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Na época, a Polícia Civil indiciou o nadador norte-americano e um colega por falsa comunicação de crime. A prescrição do processo ocorreu em 30 de junho e foi publicada em 2 de julho.

-Publicidade-

Inicialmente, Lochte e James Feigen haviam dito que sofreram um assalto ao voltar de táxi à Vila Olímpica, vindos de uma festa na Lagoa. Os nadadores estavam acompanhados de outros dois atletas, Gunnar Bentz e Jack Conger.

O caso foi investigado pela Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat). Depois de analisarem depoimentos de testemunhas e um vídeo que mostra os atletas em um posto de gasolina, os investigadores chegaram à conclusão de que não houve roubo.

Leia também: “‘Fundão’ é quase 40 vezes maior que o investimento no Bolsa Atleta”

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro