Kamala Harris provoca crise diplomática por suposta apologia de discurso contra o Estado de Israel

Vice-presidente de Biden não repreendeu acusação de 'genocídio étnico' contra palestinos que estaria sendo encabeçado por judeus
-Publicidade-
Gabinete da democrata entrou em cena para apagar o incêndio
Gabinete da democrata entrou em cena para apagar o incêndio | Foto: Lawrence Jackson/Casa Branca

A vice-presidente (VP) dos Estados Unidos, Kamala Harris, desencadeou um mal-estar entre os EUA e Israel. A crise começou na quarta-feira 29, durante uma visita da VP à Universidade George Mason, na Virgínia. Uma estudante decidiu interpelar a democrata sobre a posição dos EUA diante do que chamou de “genocídio étnico na Palestina” promovido por judeus contra minorias.

Sem questionar o conteúdo da fala da jovem, Harris respondeu: “Sua voz, sua perspectiva, sua experiência e sua verdade não podem ser suprimidas e devem ser ouvidas”. O momento foi registrado em vídeo pela imprensa que acompanhava a visita. “Ainda temos debates saudáveis ​​em nosso país, sobre qual é o caminho certo. E a voz de ninguém deve ser suprimida sobre isso.”

No dia seguinte, a imprensa israelense reagiu: “VP Harris para estudante que acusou Israel de ‘genocídio’: ‘Sua verdade deve ser ouvida'”, noticiou o jornal Jerusalem Post. “Kamala não rejeita a alegação de ‘genocídio étnico’ de uma estudante norte-americana contra Israel”, escreveu o The Times of Israel. Um conselheiro do gabinete de Harris entrou em cena para apagar o incêndio.

-Publicidade-

Em conversa com o deputado norte-americano Ted Deutch, copresidente da Força-Tarefa Anti-Semitismo Bipartidária, o funcionário ouvido pelo site Politico disse que ajudaria a explicar a situação perante o governo estrangeiro. O escritório de Harris também ligou para Jonathan Greenblatt, empresário que tem relações com Israel. Nesta sexta-feira, 1°, funcionários de Harris continuam reparando os danos à política externa com autoridades, segundo o Politico.

Leia também: “Quem é (de verdade) Kamala Harris”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na Edição 34 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Durante a campanha a Ana Paula Henkel, havia nos informado sobre a vice-presidente. Logo pensei: essa senhora nos dará muitas notícias… Pronto!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.