-Publicidade-

Laboratório chinês nega responsabilidade por surto do novo coronavírus

O diretor do laboratório de segurança máxima na cidade chinesa de Wuhan, alvo de uma polêmica nos últimos dias sobre a origem do coronavírus, negou que o vírus tenha sido fabricado no local.

Governo da China afirma que início do surto foi em um mercado de animais na Wuhan, primeiro epicentro da doença

Foto: PxHere

O diretor do laboratório de segurança máxima na cidade chinesa de Wuhan, alvo de uma polêmica nos últimos dias sobre a origem do coronavírus, negou que o vírus tenha sido fabricado no local. “É impossível que esse vírus venha de nós”, disse Yuan Zhiming, diretor do laboratório Wuhan.

O governo da China afirma que os primeiros doentes foram infectados num mercado de animais da cidade.

Falhas técnicas

O Instituto de Virologia de Wuhan começou a operar em 2015 — 12 anos depois de ter suas obras iniciadas —  e, desde então, fez estudos sobre SARS, Ebola, HIV e Covid-19. De tão importante, foi projetado para resistir a um terremoto de magnitude 7.

O laboratório foi acusado recentemente de não seguir protocolos de segurança rigorosos. Portanto, teria espalhado acidentalmente o coronavírus pelo mundo, conforme noticiou a Fox News.

Desde que essa possibilidade foi aventada, os cientistas que trabalham no local decidiram não conceder entrevistas a ninguém.

Pressionado depois da reportagem da emissora norte-americana de que teria ocorrido um acidente no laboratório de Wuhan, o Ministério das Relações Exteriores da China negou tudo.

Origem do vírus

Na última semana, o cientista francês Luc Montagnier, vencedor do Prêmio Nobel de Medicina de 2008, afirmou que, ao contrário do que divulgaram as autoridades, o novo coronavírus foi fabricado de modo acidental em um laboratório chinês, possivelmente no segundo semestre de 2019.

De acordo com Montagnier, o laboratório de alta segurança da cidade de Wuhan é especializado nessa família de vírus, o coronavírus, desde o começo dos anos 2000. “A história que veio de um mercado de peixes é lenda”, acrescentou.

O assunto ganha mais gravidade porque as autoridades chinesas têm impedido a divulgação de pesquisas sobre a origem do vírus, o que despertou dúvidas entre diversos cientistas.

Sob essa nova política, todos os trabalhos acadêmicos sobre a covid-19 estarão sujeitos a verificação antes de ser permitida a publicação. Estudos sobre a origem do vírus vão receber uma atenção extra e deverão ser aprovados diretamente pelo governo central chinês, como informou Oeste.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

11 comentários

  1. Ninguém tem dúvida nenhuma (exceto a esquerdalha desonesta e os patetas isentões de sempre, né?). Ora vejamos: o vírus foi parido e gerado lá (então é vírus chinês, como tudo que vem de lá), esconderam o quanto puderam, fecharam a boca dos médicos e cientistas que começaram a divulgar o problema, na oms está um indicado da china (que comprou votos da África para botar o cara), quem mais se beneficia economicamente? A china….ora, não está na cara? Mesmo que não tenha saído do laboratório, esses caras são os responsáveis por essa desgraceira toda! Sem dúvida!

    1. Concordo plenamente com sua tese, só gostaria de conhecer o chinês macho que admitisse que foram eles que criaram esse vírus. Talvez o Ciro Gomes , cabra arretado, poderia convencê -lo!

  2. Lula tambem nega oa crimes que cometeu, não podemos esperar que criminosos admitam culpa, cadeia sempre está cheia de inocentes. A China de um jeito ou de outro é a responsável, e ao fim desse colapso, deverá ser responsabilizada e severamente punida pela Comunidade Internacional

      1. Sempre aparece um idiota isentão, mesmo aqui na Oeste. Troque de assinatura, isentão. Sugiro a Carta Capital ou a Piauí. Vai ser feliz sonhando com testículos do ex presidente cefalópode.

      2. Tava demorando para aparecer um energúmeno por aqui. Alô, Oeste! Tive a esperança de que a revista não autorizasse aos assinantes o uso de nomes incompletos ou pseudônimos. É isso o que acontece na Crusoé, vejam a bagunça que aquilo virou. Dá pra ver que diversos comentários aqui mostram pessoas usando só primeiro nome ou apelido. Acabem com isso. Tem que mostrar o mesmo nome que aparece no cadastro. Vocês pedem número de cartão de crédito e CPF pra quê?

  3. É muito triste ver nosso país pobre submetendo nosso povo a essa humilhação, sem emprego, trabalho e com fome. Quando alguém ousa mencionar que a China é a responsável, é calado pelo cônsul chinês e pelas autoridades brasileiras para não perderem o mercado chinês. Quem vai ter coragem de bater de frente com o governo da China e escancarar a verdade?

  4. As atitudes das autoridades chinesas , eventos com simulações de pandemia e os questionamentos dos especialistas levam a crer que realmente “há algo de podre no reino do Dragão “; em conluio, é claro, com outros “gigantes”. E tudo que se queira desvendar nesse sentido é encoberto pelo velho clichê da teoria da conspiração.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês