-Publicidade-

Líbano: Primeiro-ministro renuncia dias após explosão

Hassan Diab não chegou a completar um ano na função
Hassan Diab: Líbano em meio a uma crise, mas sem primeiro-ministro | Foto: REPRODUÇÃO/YOUTUBE
Hassan Diab: Líbano em meio a uma crise, mas sem primeiro-ministro | Foto: REPRODUÇÃO/YOUTUBE | Hassan Diab - primeiro-ministro do Líbano - renúncia

Hassan Diab não chegou a completar um ano na função

Hassan Diab - primeiro-ministro do Líbano - renúncia
Hassan Diab: Líbano em meio a uma crise, mas sem primeiro-ministro
Foto: REPRODUÇÃO/YOUTUBE

País que há menos de uma semana viu sua maior cidade ser atingida por explosão que vitimou mais de 100 pessoas, o Líbano passa a enfrentar crise de ordem política. Isso porque o primeiro-ministro Hassan Diab apresentou sua renúncia hoje. Além dele, os subordinados do gabinete do chanceler também deixaram seus cargos.

Leia mais: “‘Foi acidente de fato?’, questiona Trump sobre explosão no Líbano”

De acordo com agências internacionais, o primeiro-ministro deixou o posto indo contra o posicionamento adotado até então de forma oficial pelas autoridades libanesas. Ele afirmou que a explosão ocorrida na região portuária de Beirute foi criminosa. Sem falar em crime, o governo local havia ordenado prisão domiciliar de todos os funcionários do departamento de segurança do porto da capital do país.

O chanceler abandonou o posto no que pode ser definido como atendimento à vontade popular. Nesse sentido, pessoas foram às ruas de Beirute no último fim de semana para protestar contra o governo do Líbano. Com a renúncia, o país do Oriente Médio terá seu terceiro primeiro-ministro em menos de um ano. Diab estava à frente do Parlamento desde janeiro.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês