Líder da oposição venezuelana agradece Bolsonaro por Operação Acolhida

Iniciativa viabilizou a entrada de cerca de 260 mil refugiados da ditadura chavista no Brasil
-Publicidade-
Ditadura de Maduro persegue Juan Guaidó
Ditadura de Maduro persegue Juan Guaidó | Foto: Myles Cullen/Casa Branca

Juan Guaidó, líder da oposição contra a ditadura chavista na Venezuela, agradeceu o presidente Jair Bolsonaro pela Operação Acolhida — que viabilizou a entrada de cerca de 260 mil refugiados venezuelanos no Brasil.

“No Brasil há cerca de 260 mil migrantes e refugiados venezuelanos que fugiram da fome e da miséria causadas pela ditadura”, escreveu Guaidó no Twitter, na quarta-feira 27. “A Operação Acolhida do governo do presidente Jair Bolsonaro busca atender esta situação. Obrigado pelo apoio à nossa gente e pela busca de soluções”.

A publicação ocorreu um dia depois da visita de Bolsonaro a venezuelanos acolhidos em Roraima. Fazendo fronteira com a Venezuela, o Estado é a principal porta de entrada para os refugiados da ditadura socialista.

-Publicidade-

“O que a gente quer mostrar é que não queremos isso para o nosso país”, disse Bolsonaro em Roraima. “Para o bem maior nosso, precisamos ver nossa liberdade. As escolhas erradas levam a isso.”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.